FAMALICÃO

Moradores celebraram 22 anos da Comunidade das Lameiras

Os Moradores das Lameiras estiveram em Festa no passado Dia de Páscoa, celebrando 22 anos da Comunidade onde residem. 

Ao romper da aurora do Domingo de Páscoa, um grupo de moradores, liderado por membros da Comissão Organizadora, encarregaram-se de preparar o recinto, onde decorreram as cerimónias, arranjando o palco e confeccionando um lindo tapete. Num painel, colocado no interior do palco podia ler-se "22.º Aniversário". Depois, uma música religiosa encarregava-se de acordar aqueles que se tinham esquecido de acertar os relógios pela hora nova. Pelas 9,15 horas chegaram quatro Compassos vindos da Igreja Paroquial de Antas, que visitaram as casas das famílias interessadas em receber a cruz do Ressuscitado. Pelas 11,45 horas era chegada a vez de os idosos do Lar das Lameiras receberem com muito carinho e ternura a Visita Pascal. 

A partir daquela Instituição foi organizada a procissão pascal, presidida pelo Padre Silvano dos Missionários Combonianos de Antas, que se dirigiu para o recinto das Lameiras, onde decorreu a Missa Campal, presidida por aquele sacerdote. A celebração foi animada, com cânticos apropriados, pelos jovens dos diversos movimentos de Apostolado, com incidência no Aglomerado Habitacional das Lameiras. Recorde-se que esta tradição se iniciou na Páscoa de 1983, altura em que, pela primeira vez, foi celebrada uma Missa Campal nas Lameiras e que se tem mantido até aos dias de hoje. 

Mais uma vez ficou demonstrado, pelos moradores, o respeito e carinho com que acolhem esta cerimónia. Nos estendais, onde normalmente é colocada roupa para secar, neste dia mesfoi substituída por lindas colchas e carpetes que engalanaram todo o edifício. 

O respeito pela diversidade de culturas, etnias e religiões, a defesa do meio ambiente, a preservação dos espaços comuns e a promoção de diversas actividades de carácter cultural, religioso, recreativo e desportivo, têm contribuído para alicerçar o valor da união e o sentido de pertença a uma comunidade que emergiu naquele meio.

 

Data de introdução: 2005-04-27



















editorial

O TRIÂNGULO DA COOPERAÇÃO

A consciência social, aliada ao dever ético da solidariedade, representa uma instância suprema de cidadania, um compromisso inalienável para com os mais vulneráveis e em situação de marginalidade, exclusão e pobreza.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

A Política Melhor (II)
Na continuação dos assuntos abordados no meu texto anterior, reitero que vale a pena, aos dirigentes das IPSS, independentemente das suas convicções ideológicas ou...

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A guerra na Ucrânia e as consequências para a Europa
A guerra na Ucrânia é, sem dúvida, o maior desafio que se coloca à União Europeia desde a sua fundação. É a primeira vez, desde a última grande...