SCOTT

CNIS e Trivalor celebram protocolo de cooperação

A CNIS - Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade, celebrou com a TRIVALOR - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A., um Protocolo de Cooperação que tem por objectivo "enquadrar a celebração de acordos específicos de cooperação entre empresas participadas da TRIVALOR e as instituições associadas da CNIS, no âmbito de aquisição no exterior de serviços integrados na respectiva estrutura de produção." 

A CNIS pretende promover o desenvolvimento de "condições operacionais das suas associadas, particularmente no âmbito da gestão dos respectivos equipamentos sócio-educativos."

A TRIVALOR é uma sociedade "holding" de um grupo de empresas que assume uma posição de liderança nacional no âmbito da prestação de serviços, designadamente nos tickets sociais com a Ticket Restaurant de Portugal - Sociedade Emissora de Títulos de Refeição, S.A.; na restauração social com a Itau - Instituto Técnico de Alimentação Humana, S.A.; na limpeza com a Iberlim - Sociedade Técnica de Limpezas, S.A.; na segurança com a Strong - Serviços Operacionais de Protecção e Segurança Privada, S.A.; na exploração de máquinas de venda automática com a Supersnack - Máquinas de Venda Automática, S.A.; na gestão documental com a Papiro - Empresa de Gestão de Arquivo, S.A.; e no cabaz de produtos de primeira necessidade com a Sogenave - Sociedade Geral de Abastecimentos à Navegação e Indústria Hoteleira, S.A..

No âmbito deste Protocolo, assinado em Junho de 2004, a CNIS facilitará os contactos individuais ou colectivos que as empresas da TRIVALOR pretendam desenvolver.
Por seu turno a TRIVALOR compromete-se a "acordar com a CNIS um conjunto de acções de formação, nas principais áreas de negócio a que se dedica e que possam ter interesse para as suas associadas" e ainda a "estabelecer preços preferenciais relativamente aos praticados pelo restante mercado."

O Protocolo, válido por um ano e renovável automaticamente, foi assinado pelo Presidente da CNIS, Cónego Francisco Crespo e pelos administradores da TRIVALOR Sofia Quintin Silveira e Joaquim Cabaço. Os acordos que venham a resultar deste Protocolo serão acompanhado por uma Comissão mista que integrará dois elementos de cada uma das partes.

Esta iniciativa, sublinha-se, é o reconhecimento por parte da CNIS da importância de "adopção de medidas inovadoras no âmbito da prestação de serviços por parte dos equipamentos sócio-educativos das Instituições, reconhecendo como alternativa válida a contratação dos mesmos ao exterior."

Solidariedade, Julho de 2004

 

Data de introdução: 2004-10-22



















editorial

ANO 2023: DIFÍCIL E DECISIVO

É com muitas dúvidas e algumas certezas que se perspetiva o ano agora iniciado, que poderá ser tão difícil quanto decisivo. 

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Novo Ano, novos e exigentes desafios para as IPSS
Antes de mais quero desejar, para 2023, todo o bem aos atuais e aos próximos Órgãos Sociais da CNIS, assim como a todas e todos que compõem a rede das IPSS, em Portugal. Ao...

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

O significado de alguns dados do último recenseamento
Em cada dez anos o Instituto Nacional de Estatística responsabiliza-se por proceder à elaboração do Recenseamento Geral da População e do Recenseamento Geral da...