ALBERGARIA-A-VELHA

Festa do Carnaval Mundial juntou mais de 300 idosos

Ser, brincar ou jogar ao Carnaval, tal como muitas outras coisas na vida não escolhe idade, nem tão pouco género. Isso mesmo foi evidente na festa organizada pela Cediara - Associação de Solidariedade Social de Ribeira de Fráguas, concelho de Albergaria-a-Velha, que reuniu mais de 300 seniores, oriundos de 13 IPSS de vários distritos de Portugal.
Aliando divertimento à pedagogia, a Festa do Carnaval Mundial serviu para os participantes darem uma volta ao mundo numa tarde e sem terem que sair das instalações do Grupo Recreativo e Cultural de Telhadela. Além da estimulação cognitiva, motora e social, os participantes desfrutaram de momentos de grande animação, interação e criatividade, pois para além da apresentação foi necessário muito trabalho de todos para elaborar a(s) fantasia(s).
O desafio feito pela Cediara às restantes instituições foi o de escolherem um país e representá-lo através de uma coreografia de dança alusiva ao mesmo.
Os técnicos e utentes das 13 instituições mostraram grande criatividade e boa forma nas respetivas coreografias, representando os vários países escolhidos dentre os cinco continentes, permitindo, assim, que todos os presentes dessem uma volta ao mundo em uma tarde.
A festa foi ainda animada musicalmente pelo grupo «Os Madrigais», da Universidade Sénior de Oliveira de Azeméis e teve a inesperada visita do mais mediático político do momento, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que chegou de helicóptero e discursou à entusiasmada plateia.

Sílvia Gomes (fotos)

 

Data de introdução: 2017-02-24



















editorial

SUSTENTABILIDADE

Quando o XXIV Governo Constitucional dá os primeiros passos, o Sector Social Solidário, que coopera com o Estado, deve retomar alguns dossiers. Um deles e que, certamente, se destaca, é o das condições de sustentabilidade que constituem o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Agenda 2030 e as IPSS
Em Portugal é incomensurável a ação que as cerca de 5 mil Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) existentes, têm vindo a realizar.  As...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

A gratuitidade das creches entre o reforço do setor social e a privatização liberal
 A gratuitidade das creches do sistema de cooperação e das amas do Instituto de Segurança Social, assumida pela Lei Nº 2/2022, de 3 de janeiro, abriu um capítulo novo...