COMPLEMENTO SOLIDÁRIO PARA IDOSOS

Mais seis mil pensionistas abrangidos pela prestação social

Quase mais seis mil seniores passaram a receber o Complemento Solidário para Idosos (CSI) no último ano, havendo atualmente 166.170 pessoas a receber esta prestação social, segundo dados estatísticos da Segurança Social.
Em julho havia registo de 166.170 pessoas a receber o CSI, o que significa que no prazo de um ano, entre julho de 2016 e julho de 2017, mais 5.918 idosos passaram a receber o CSI.
Um aumento registado igualmente comparando os meses de junho e julho deste ano, com mais 564 idosos a terem direito ao CSI.
De acordo com o Instituto da Segurança Social (ISS), entre os 166.170 beneficiários, a maioria são mulheres (116.599) e estão, sobretudo, concentrados nos distritos do Porto (27.220), Lisboa (24.810) e Região Autónoma dos Açores (17.534).
Olhando para as várias pensões, e segundo a síntese de informação estatística do ISS, as pensões de velhice mantêm-se como as que têm maior expressão no total das pensões, representando, em julho, 68,1% do total. Nesse mês foram pagas 2.034.017 pensões de velhice, mais 812 do que em junho.
No que diz respeito às pensões de sobrevivência, que representam 24,1% do total, foram 718.739 pensões, mais 1.227 (0,2%) do que em junho, mas menos 2.600 do que em igual período de 2016.
Por último, houve 233.731 pessoas a receberem pensão de invalidez, menos 725 do que em junho e menos 10.427 do que em junho de 2016.

 

Data de introdução: 2017-08-22



















editorial

Financiamento ao Sector Social

Saúda-se a criação desta Linha de Financiamento quando, ao abrigo do PARES ou do PRR, estão projetadas ou em curso importantes obras no âmbito da transição ambiental e da construção ou requalificação de...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Agenda do Trabalho Digno – um desafio às IPSS
Durante muitos anos, dirigi, com outras pessoas, uma IPSS. Em um pouco mais de metade das suas valências os utentes não pagavam. Nessas, os acordos de cooperação celebrados com o...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Maio, mês do recomeço e do trabalho
Desde tempos imemoriais que em certas regiões europeias se celebra maio como o mês do recomeço, do lançamento de um novo ciclo temporal, a meio caminho entre a Primavera e o...