CONTRATAÇÃO COLETIVA

CNIS chegou a acordo com a FNE

A CNIS chegou a acordo com a FNE – Federação Nacional da Educação para algumas alterações a nível do Contrato Coletivo de Trabalho em vigor, especificamente em matéria salarial e outra.
“O presente acordo altera, nos termos da respetiva cláusula 2.ª, 2, o CCT entre a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade - CNIS e a FNE - Federação Nacional da Educação e outros, publicado no Boletim do Trabalho e Emprego, n.º 25, de 8 de julho de 2016, alterado pelo acordo de revisão publicado no Boletim do Trabalho e Emprego [BTE], n.º 36, de 29 de setembro de 2017, no que toca às tabelas salariais e outras matérias de expressão pecuniária”, pode ler-se no referido BTE.
Recorde-se que o âmbito de aplicação da presente convenção regula as relações de trabalho entre as IPSS, representadas pela CNIS, e os trabalhadores ao seu serviço que sejam ou venham a ser membros das associações sindicais outorgantes, sendo aplicável em todo o território nacional, com exceção da Região Autónoma dos Açores, ou seja 4.000 empregadores e 70.000 trabalhadores.
Os pormenores da s alterações ao CCT pode ser consultada nas páginas 3204, 3205 e 3206 do BTE nº 34, de 15/09/2018.

 

Data de introdução: 2018-09-24



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...