ELEIÇÕES CNIS 2023

Tomada de posse dos novos orgãos sociais

Os novos Órgãos Sociais da CNIS foram eleitos e empossados no dia 14 de janeiro de 2023 para o quadriénio 2023-2026, um ato testemunhado pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

O ato eleitoral decorreu durante a manhã e, apesar da pouca afluência às urnas, a lista única candidata recolheu 108 votos, de um universo de 115 votantes, tendo-se ainda registado seis votos em branco e um nulo.

Eleito para o sexto mandato à frente da CNIS, o padre Lino Maia, no seu discurso de tomada de posse, lembrou que “os desafios são grandes, mas vale a pena enfrentar esses desafios”. Depois, dirigindo-se aos muitos dirigentes presentes no ato de tomada de posse, o presidente da CNIS disse: “Vós fazeis coisas maravilhosas e, por isso, temos que dar rosto e voz às coisas boas. Vamos dar as mãos, vamos ser CNIS”

 

 

Data de introdução: 2023-01-22



















editorial

IDENTIDADE E AUTONOMIA DAS IPSS

As IPSS constituem corpos intermédios na organização social, integram a economia social e são autónomas e independentes do Estado por determinação constitucional.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Eleições Europeias são muito importantes
Nas últimas eleições para o Parlamento Europeu foi escandaloso o nível de abstenção. O mesmo tem vindo a acontecer nos passados atos eleitorais europeus

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Habitação duradoura – a resposta que falta aos sem abrigo
As pessoas em situação de sem-abrigo na Europa, em 2023 serão cerca de 900 mil, segundo a estimativa da FEANTSA (Federação Europeia das Associações...