COLECTIVA DE ARTES PLÁSTICAS, NA ANTIGA CAPITANIA (AVEIRO)

O sentido da vida: Que horizontes?

De 1 a 23 de Abril, vai ter lugar no edifício da Assembleia Municipal de Aveiro (antiga Capitania) uma exposição colectiva de Artes Plásticas, subordinada ao tema “O sentido da vida: Que horizontes?”. Trata-se de uma iniciativa da Comissão Diocesana da Cultura, em parceria com a Câmara Municipal de Aveiro e com a associação AveiroArte. 

A exposição, que será inaugurada no dia 1 de Abril, sábado, pelas 17 horas, reúne um conjunto de obras de vários artistas convidados, ficando patente ao público, todos os dias, das 14 às 19 horas. 

Na inauguração, António Rego, docente da Universidade Católica Portuguesa, apresentará uma comunicação sobre o tema proposto aos artistas convidados. No dia 20, pelas 21.30 horas, no mesmo local, Manuel Clemente, Bispo Auxiliar de Lisboa (na foto), falará sobre “O sentido da vida à luz da arte cristã”. 

Depois da cerimónia de abertura, os artistas Gaspar Albino e Claudette Albino orientarão uma visita guiada, apresentando, um a um, todos os trabalhos expostos.
Uma litografia alusiva ao motivo da exposição, da autoria de Gaspar Albino, numerada e de edição limitada, será posta à venda no dia da inauguração da colectiva de Artes Plásticas.

 

Data de introdução: 2006-04-05



















editorial

ELEIÇÕES LEGISLATIVAS

O Orçamento do Estado não era propriamente a questão, mas foi a oportunidade para dar por concluída a missão da “geringonça”… Já se previa!

inquérito

Como avalia o acordo de cooperação 2021-2022 que a CNIS assinou com o governo?

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A pobreza em Portugal
Estatísticas oficiais da União Europeia recentemente divulgadas dizem que a taxa de risco de pobreza dos idosos no nosso País subiu de 20,2% em 2019, para 21,4% em 2020. Nas...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

De Glasgow até às IPSS
Em Glasgow, na Escócia, de 31 de outubro a 12 de novembro, cerca de duas centenas de líderes e representantes estiveram reunidos, essencialmente, para verem como dar continuidade...