AZURVA

Centro Social comemora 25 anos

O Centro Social de Azurva encontra-se a comemorar 25 anos de existência. Depois do "Dia Aberto", que decorreu a 28 de Abril, segue-se um jantar de aniversário, agendado para 27 de Maio de 2006.
O jantar realiza-se no Hotel Imperial, com a presença de Entidades Oficiais, Funcionários, Sócios e Amigos da Instituição.

No decorrer do jantar serão homenageados: os actuais sócios cuja inscrição date do ano da fundação, ou seja de 1981; os funcionários com 10 anos ou mais de serviço, completados no ano de 2006; os anteriores Presidentes da Direcção e os Directores com 10 ou mais anos completos de funções em qualquer dos Órgãos Sociais da Instituição.

O Dia Aberto incluiu a visita de Celestino de Almeida, director do Centro Distrital da Segurança Social de Aveiro, às instalações, onde de resto foi inaugurada a exposição «Amanhã será assim…», elaborada pelas crianças. A mostra traduz «a escola do futuro» partindo dos sonhos das crianças.
A aprovação do projecto de ampliação das actuais instalações pela Câmara Municipal de Aveiro, no decorrer deste ano, seria «a melhor prenda» para a Direcção da instituição, que espera poder apresentá-lo publicamente no último trimestre deste ano, se possível em Outubro. A Câmara já se mostrou disponível para colaborar nesse sentido durante a reunião pública do Executivo que ocorreu na Junta de Freguesia de Eixo, no final do mês passado.

Segundo Luís Correia, presidente da Direcção da instituição aniversariante, o projecto em causa – que já se arrasta há quatro anos – prevê a duplicação das salas de creche e jardim-de-infância e instalações de raiz para ATL e Centro de Convívio para Idosos. O investimento não será inferior a 1,25 milhões de euros. «Neste momento o projecto de arquitectura está encomendado a uma empresa, mas continua suspenso até haver uma resposta favorável da parte da Câmara de Aveiro, ou seja, a permissão para construir», refere Luís Correia. O Centro Social de Azurva já está na posse do terreno (localizado em frente às actuais instalações), mas a Câmara terá de criar soluções ao nível da envolvente urbanística.

Neste momento, o Centro Social de Azurva tem utentes nas valências da Creche, Jardim-de-Infância, ATL e Serviço de Apoio Domiciliário. Celestino de Almeida aplaudiu o trabalho desenvolvido pela instituição, afirmando que «está perfeitamente integrada na sociedade». O Centro Social de Azurva tem acordos estabelecidos que lhe permitem receber mensalmente da Segurança Social 26.123 euros.

Com: Diário de Aveiro

 

Data de introdução: 2006-05-05



















editorial

ANO NOVO – NOVOS DESAFIOS

(...) Deve relevar-se como um passo muito significativo o compromisso constante do Pacto de Cooperação, no sentido de o Estado e as Instituições deverem repartir de forma equitativa os encargos com as respostas sociais em que existem...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A revisão do Pacto para a Solidariedade
Nos últimos dias do ano transato os Presidentes da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (AMNP), da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), da...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORT. DO VOLUNTARIADO

ESTRATÉGIA NACIONAL DE COMBATE À POBREZA: Um nobre desafio a Portugal
Finalmente, foi aprovada uma Estratégia Nacional de Combate à Pobreza (ENCP). Apesar de haver aspetos importantes por conhecer, no que respeita a exequibilidade desta Estratégia, em...