AZURVA

Centro Social comemora 25 anos

O Centro Social de Azurva encontra-se a comemorar 25 anos de existência. Depois do "Dia Aberto", que decorreu a 28 de Abril, segue-se um jantar de aniversário, agendado para 27 de Maio de 2006.
O jantar realiza-se no Hotel Imperial, com a presença de Entidades Oficiais, Funcionários, Sócios e Amigos da Instituição.

No decorrer do jantar serão homenageados: os actuais sócios cuja inscrição date do ano da fundação, ou seja de 1981; os funcionários com 10 anos ou mais de serviço, completados no ano de 2006; os anteriores Presidentes da Direcção e os Directores com 10 ou mais anos completos de funções em qualquer dos Órgãos Sociais da Instituição.

O Dia Aberto incluiu a visita de Celestino de Almeida, director do Centro Distrital da Segurança Social de Aveiro, às instalações, onde de resto foi inaugurada a exposição «Amanhã será assim…», elaborada pelas crianças. A mostra traduz «a escola do futuro» partindo dos sonhos das crianças.
A aprovação do projecto de ampliação das actuais instalações pela Câmara Municipal de Aveiro, no decorrer deste ano, seria «a melhor prenda» para a Direcção da instituição, que espera poder apresentá-lo publicamente no último trimestre deste ano, se possível em Outubro. A Câmara já se mostrou disponível para colaborar nesse sentido durante a reunião pública do Executivo que ocorreu na Junta de Freguesia de Eixo, no final do mês passado.

Segundo Luís Correia, presidente da Direcção da instituição aniversariante, o projecto em causa – que já se arrasta há quatro anos – prevê a duplicação das salas de creche e jardim-de-infância e instalações de raiz para ATL e Centro de Convívio para Idosos. O investimento não será inferior a 1,25 milhões de euros. «Neste momento o projecto de arquitectura está encomendado a uma empresa, mas continua suspenso até haver uma resposta favorável da parte da Câmara de Aveiro, ou seja, a permissão para construir», refere Luís Correia. O Centro Social de Azurva já está na posse do terreno (localizado em frente às actuais instalações), mas a Câmara terá de criar soluções ao nível da envolvente urbanística.

Neste momento, o Centro Social de Azurva tem utentes nas valências da Creche, Jardim-de-Infância, ATL e Serviço de Apoio Domiciliário. Celestino de Almeida aplaudiu o trabalho desenvolvido pela instituição, afirmando que «está perfeitamente integrada na sociedade». O Centro Social de Azurva tem acordos estabelecidos que lhe permitem receber mensalmente da Segurança Social 26.123 euros.

Com: Diário de Aveiro

 

Data de introdução: 2006-05-05



















editorial

O TRIÂNGULO DA COOPERAÇÃO

A consciência social, aliada ao dever ético da solidariedade, representa uma instância suprema de cidadania, um compromisso inalienável para com os mais vulneráveis e em situação de marginalidade, exclusão e pobreza.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

A Política Melhor (II)
Na continuação dos assuntos abordados no meu texto anterior, reitero que vale a pena, aos dirigentes das IPSS, independentemente das suas convicções ideológicas ou...

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A guerra na Ucrânia e as consequências para a Europa
A guerra na Ucrânia é, sem dúvida, o maior desafio que se coloca à União Europeia desde a sua fundação. É a primeira vez, desde a última grande...