F3M apoia estudos de crianças da aldeia moçambicana de Chimpaca

Apoio aos estudos de crianças na aldeia moçambicana de Chimpaca, recolha de roupas e alimentos e compra de produtos de instituições carenciadas são algumas das actividades de responsabilidade social que a F3M tem vindo a desenvolver. O apoio a instituições de solidariedade social tem sido constante ao longo dos vários anos de actividade da empresa, que tem um forte relacionamento com os diversos actores da economia social. Para o desenvolvimento destas iniciativas, a empresa conta também com o apoio dos seus colaboradores.

A F3M, sensibilizada para o desenvolvimento humano nos países do 3º Mundo, associou-se há alguns anos à causa “Um Sopro em África”, um projecto levado a cabo pela Sopro, uma organização não governamental sedeada na cidade de Barcelos. Através deste apadrinhamento, a empresa de software está a possibilitar a cinco crianças da aldeia de Chimpaca as condições essenciais para estudar.

O apadrinhamento é um tipo de intervenção social que se afasta das tradicionais formas de solidariedade, ao permitir que se estabeleça uma ligação afectiva entre quem ajuda e quem recebe. O “padrinho” não só contribui monetariamente para os estudos do “afilhado”, como também recebe um feedback constante da situação do seu educando. Esse contacto tanto acontece com um desenho de agradecimento ou uma carta como com o relatório do aproveitamento escolar da criança.

Este é um projecto-piloto que, num primeiro momento, visa a alfabetização das crianças da aldeia de Chimpaca, mas que, a médio prazo, prevê um alargamento para outras comunidades. A acção pretende apoiar as populações africanas a serem auto-suficientes e a criarem condições que contrariem o surto de imigração a que se tem vindo a assistir, nos últimos anos, nos países ocidentais.

Para o projecto, a educação, a formação, os cuidados de saúde e as infra-estruturas básicas são vectores fundamentais para a evolução dos países sub-desenvolvidos.

Do actual plano da política de intervenção social da F3M, consta também a recolha de brinquedos, roupas e material escolar que são posteriormente encaminhados para instituições de solidariedade social com as quais a empresa está relacionada. Estas recolhas realizam-se várias vezes durante o ano.

Fundada em Julho de 1987, a F3M – Information Systems, S.A. é actualmente uma das 100 maiores empresas nacionais na área da Tecnologias de Informação e uma das 1.500 maiores empresas europeias do sector.

A empresa tem ainda vindo a desenvolver o processo de internacionalização, partindo para mercados-alvo como o Chile, América Latina, Angola e Áustria – porta de entrada para o centro e leste da Europa.

 

Data de introdução: 2008-01-14



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.