ALZHEIMER

Centro de "excelência" projectado para o Alentejo

A Misericórdia de Arronches (Portalegre) projecta construir o primeiro "centro de excelência" no Alentejo para portadores da doença de Alzheimer, com capacidade para receber 30 utentes, disse a provedora da instituição. Deolinda Pinto, provedora da Santa Casa da Misericórdia de Arronches (SCMA), explicou que a construção de um "centro de excelência" para acolher doentes de Alzheimer "é um projecto que está, agora, a dar os primeiros passos". "O projecto está numa fase de discussão com a Administração Regional de Saúde do Alentejo", sublinhou. A construção da unidade, pioneira no Alentejo, pretende dar resposta aos portadores desta doença na região e também no país.

A provedora da Misericórdia defendeu a necessidade de encontrar parceiros, como os órgãos gestores da área da saúde na região e a autarquia local, para a concretização do projecto. Na perspectiva de Deolinda Pinto, a tranquilidade e a localização da vila alentejana de Arronches, entre Elvas e Portalegre, cidades que possuem hospitais, apresenta-se como "uma mais valia" para a iniciativa.

O anteprojecto prevê um edifício triangular, com salas específicas para tratamentos, um jardim interior, quartos individuais com varanda e jardim, sala de pintura, ginástica e ainda uma sala polivalente. Outro dos aspectos que o interior do espaço apresenta passa pela sua abertura ao exterior, oferecendo uma vista geral de todos os compartimentos do edifício. "Nós queremos crescer e queremos fazer mais. É para isso que trabalhamos diariamente", sublinhou Deolinda Pinto.

A SCMA já possui várias valências, entre elas uma Unidade de Média Duração e Reabilitação com capacidade para 23 utentes, serviço que projecta reforçar com uma unidade de cuidados continuados de longa duração.

A construção do "centro de excelência" para doentes de Alzheimer surgirá num espaço contíguo à Unidade de Média Duração e Reabilitação.

21.08.2008

 

Data de introdução: 2008-02-22



















editorial

O TRIÂNGULO DA COOPERAÇÃO

A consciência social, aliada ao dever ético da solidariedade, representa uma instância suprema de cidadania, um compromisso inalienável para com os mais vulneráveis e em situação de marginalidade, exclusão e pobreza.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

A Política Melhor (II)
Na continuação dos assuntos abordados no meu texto anterior, reitero que vale a pena, aos dirigentes das IPSS, independentemente das suas convicções ideológicas ou...

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A guerra na Ucrânia e as consequências para a Europa
A guerra na Ucrânia é, sem dúvida, o maior desafio que se coloca à União Europeia desde a sua fundação. É a primeira vez, desde a última grande...