ADOPÇÃO

1.500 crianças estão em condições legais para serem adoptadas

Mais de 1.500 crianças portuguesas, das cerca de 12 mil que vivem em instituições, estão em condições legais para serem adoptadas, segundo dados oficiais a que a agência Lusa teve acesso. O cruzamento de dados das listas nacionais de adopção, em funcionamento
desde 01 de Junho de 2006, permite apurar com regularidade a situação da adopção em Portugal, quer quanto ao número de crianças quer ao número de candidatos aptos para iniciar um processo. Em Março, 1.571 crianças estavam em situação de adoptabilidade.

Deste total, 398 têm adopção decretada, 570 estão já em período de pré-adopção, 451 aguardam resposta de candidatos, 135 estão em vias de integração no seio familiar e 14 com alteração do projecto de vida.

Ainda segundo os mesmos dados, dessas 1.571 crianças, 463 têm até três anos, 391 têm entre os quatro e os seis anos, 399 entre os sete e os dez anos, 286 entre os onze e os quinze anos e 32 têm mais de 15 anos. Já quanto aos candidatos, as listas revelam que existem 2.403 seleccionados e 2.345 a aguardar resposta.

Os dados indicam ainda que 2.290 manifestam a preferência por crianças até aos três anos e 1.231 gostariam de adoptar crianças entre os quatro e os seis anos.

Já relativamente ao sexo das crianças, 656 candidatos gostariam de adoptar meninas enquanto os meninos são a preferência de 205 candidatos à adopção.

Do total de candidatos à adopção, treze manifestam a vontade de adoptar uma das 90 crianças com deficiência a viver em instituições, enquanto outros quatro näo colocam obstáculos à adopção de uma das 98 com problemas de saúde grave.

Para 1.215 crianças sem problemas de saúde existem 2.248 candidatos.


03.04.2008

 

Data de introdução: 2008-04-03



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.