POBREZA

ONU pede ajuda extra de 324 milhões de euros

As Nações Unidas pediram aos países desenvolvidos uma ajuda “extraordinária” mínima de 324 milhões de euros para alimentar, no próximo mês, 73 milhões de pobres, noticia o jornal espanhol “El País”.
De acordo com uma carta enviada pelo Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas aos países doadores, se a ajuda não chegar até 01 de Maio será cortado o apoio financeiro “aos que dependem do mundo para sobreviver em tempos de miséria”.

O Programa Mundial de Alimentos da ONU estima já neste momento a ajuda aos mais pobres entre 389 e 453 milhões de euros devido à subida em 20 por cento do preço dos alimentos nas últimas três semanas, à chegada do barril de petróleo até aos 100 dólares e ao agravamento dos custos dos transportes.
Depois dos Estados Unidos, a União Europeia e o Canadá são as potências que mais contribuem para o programa alimentar das Nações Unidas, refere o diário espanhol, citando o jornal económico britânico “Financial Times”.

A ONU dá ajuda a 73 milhões de pobres de 80 países.

* Foto de Dinis Manuel Alves - Nápoles, Março de 2008

 

Data de introdução: 2008-04-09



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.