FÁTIMA, 16 DE MAIO, 15 HORAS

Plenário pelo ATL

Está na hora de as Instituições de Solidariedade erguerem a sua voz!

A CNIS apresentou uma Petição na Assembleia da República com mais de 160 mil assinaturas para defesa do ATL e do direito de escolha e já foi ouvida em Audição pela Comissão Parlamentar da Assembleia, tendo sido avalizada por todos os seus membros. O processo vai seguir o seu curso. Como? Até quando?

As IPSS que massivamente se mobilizaram e os muitos e muitas que subscreveram a Petição já não estão expectantes: querem ser respeitados.

Há consenso quase generalizado: o ATL é uma valência com projecto educativo, as famílias querem o ATL e as Instituições de Solidariedade têm a obrigação de manter uma valência com equipamentos adequados, recursos humanos e técnicos habilitados e experiência meritória. As IPSS não reivindicam privilégios, mas também não querem desistir de apoiar as famílias e de dar o seu contributo para um crescimento mais integral de crianças e jovens. Os portugueses sabem isso, precisam disso e reconhecem isso mesmo.

Entretanto, há Centros Distritais da Segurança Social que vão notificando as IPSS para denúncias de acordos de ATL.

Vamo-nos juntar em Plenário: no dia 16 de Maio, 6ª feira, às 15 horas, no Grande Auditório do Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima. Vamos encher o Auditório. Com dirigentes, trabalhadores e familiares. Vamos dizer que queremos continuar, mas que precisamos de ser respeitados para poder continuar.

Compareça: não vá só.
Somos muitos: o Auditório comporta milhares.
Dirigentes, trabalhadores e familiares: todos a Fátima no dia 16 de Maio.


O presidente da CNIS



______________________
(Lino Maia, padre)

 

Data de introdução: 2008-05-05



















editorial

O COMPROMISSO DE COOPERAÇÃO: SAÚDE

De acordo com o previsto no Compromisso de Cooperação para o Setor Social e Solidário, o Ministério da Saúde “garante que os profissionais de saúde dos agrupamentos de centros de saúde asseguram a...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Imigração e desenvolvimento
As migrações não são um fenómeno novo na história global, assim como na do nosso país, desde os seus primórdios. Nem sequer se trata de uma realidade...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Portugal está sem Estratégia para a Integração da Comunidade Cigana
No mês de junho Portugal foi visitado por uma delegação da Comissão Europeia contra o Racismo e a Intolerância do Conselho da Europa, que se debruçou, sobre a...