ORGANIZAÇÃO DA UDIPSS DE SETÚBAL

Sessão de esclarecimento sobre o Contrato Colectivo de Trabalho

Promovida pela UDIPSS de Setúbal, realizou-se este sábado, 25 de Junho, uma Oficina de Trabalho das IPSS do Distrito de Setúbal.
O encontro, com início às 19h, ocorreu no Auditório do Centro Paroquial de Nossa Senhora da Anunciada, em Setúbal.

A UDIPSS de Setúbal, presidida pelo Comandante José Marques Fernandes Canteiro, assim detalhava esta meritória iniciativa:
"Caros Dirigentes
A apresentação do novo Contrato Colectivo de Trabalho (CCT/IPSS), que acaba de ser divulgado através do Jornal «Solidariedade», vai ter lugar no próximo dia 25 de Junho de 2005, com inicio às dez horas, no AUDITÓRIO DO CENTRO PAROQUIAL DE NOSSA SENHORA DA ANUNCIADA, Rua Alves da Silva, em Setúbal.

Na apresentação deste importante documento vamos ter os elementos que representaram a CNIS ao longo do processo negocial com os Sindicatos. Trata-se, por isso, de um momento único para o cabal esclarecimento de todas as dúvidas, quer dos Dirigentes, quer dos Trabalhadores das IPSS, com vista a uma preparação adequada de todos para a entrada em vigor do novo normativo laboral.

Face à grande importância deste evento, foram criadas condições de espaço que permitem que tornemos extensivo aos Distritos de Évora, Beja e Faro o convite que, por esta via, endereçamos aos nossos Dirigentes e Trabalhadores das Instituições do Distrito de Setúbal.

Façam o favor de ler e divulgar o novo CCT/IPSS. Anotem as vossas dúvidas por forma a terminarem o debate pelas treze horas. Caso haja alguma Instituição que não tenha recebido o jornal «Solidariedade», nem tenha condições de acesso à Internet, façam o favor de nos telefonar, indicando o número de fax onde podem receber o novo CCT/IPSS, ou combinando connosco outra forma de obter este importantíssimo documento". 

O novo CCT foi escalpelizado pelo Dr. Costa Fernandes, jurista. A mesa dos trabalhos incluía, para além do Comandante José Marques Canteiro, Presidente da UDIPSS de Setúbal, o Dr. José Leirião.

 



 

Data de introdução: 2005-07-03



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...