ENCONTRO NACIONAL

IPSS estão sempre ávidas por mais conhecimento

A CNIS promoveu no passado dia 30 de setembro o Encontro Nacional «IPSS Promotoras de Saúde – Uma influência positiva nos determinantes da saúde», que levou até ao auditório do Conservatório de Música de Coimbra cerca de 400 dirigentes e técnicos de IPSS de todo o País. “Um dia sabe sempre a pouco”, começou por referir Maria João Quintela, dirigentes da CNIS com o pelouro da Saúde e principal responsável pelo encontro, mostrando-se satisfeita com a adesão e interesse demonstrado pelos participantes: “As pessoas estiveram muito interessadas e, de forma esmagadora, mostraram o seu grande agrado pelos conteúdos, preletores e alocuções”. Para a dirigente, “este foi um primeiro passo para esta perceção das próprias instituições da sua enorme capacidade na intervenção na saúde das pessoas”, sublinhando que “é muito importante que toda a gente, entidades públicas e população em geral, percebam o trabalho fundamental que as IPSS já desenvolvem na prevenção da doença e na promoção da saúde”.

O Encontro Nacional versou três grandes temas de grande atualidade para as IPSS: Cuidados Continuados Integrados, Envelhecimento Ativo e Saúde Mental. “Este foi um contributo para a consciencialização de todos do trabalho que as instituições já fazem nestas três vertentes, que são muito importantes para as IPSS, tanto no plano teórico como prático, e serve igualmente para nos motivar a continuá-lo”, sustentou Maria João Quintela, que se mostrou bastante agradada com a postura da plateia: “Gostei muito de ver a forma como as instituições reagem ao conhecimento, sempre ávidas por mais e por aprofundamento”.

Consultar a Reportagem integral do Encontro Nacional AQUI:

 

 

Data de introdução: 2016-10-15



















editorial

SUSTENTABILIDADE

Quando o XXIV Governo Constitucional dá os primeiros passos, o Sector Social Solidário, que coopera com o Estado, deve retomar alguns dossiers. Um deles e que, certamente, se destaca, é o das condições de sustentabilidade que constituem o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Agenda 2030 e as IPSS
Em Portugal é incomensurável a ação que as cerca de 5 mil Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) existentes, têm vindo a realizar.  As...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

A gratuitidade das creches entre o reforço do setor social e a privatização liberal
 A gratuitidade das creches do sistema de cooperação e das amas do Instituto de Segurança Social, assumida pela Lei Nº 2/2022, de 3 de janeiro, abriu um capítulo novo...