UDIPSS SANTARÉM

Mário Machado é o novo presidente da União Distrital

O ato eleitoral para os órgãos sociais da União Distrital das IPSS de Santarém resultou na vitória da Lista A, liderada por Mário Machado, que assim vai substituir na presidência da organização Sónia Lobato, sua oponente nesta eleição à frente da Lista B.
Por 53 votos contra 31, num universo de 85 votantes entre as 186 instituições filiadas, a equipa de Mário Machado é a terceira a dirigir os destinos da UDIPSS Santarém no espaço de nove meses.
“Esta equipa foi investida de uma responsabilidade que terá que honrar e de que estará à altura: ser a entidade porta-voz das IPSS de Santarém e mostrar trabalho, competência e proporcionar resultados e resposta e soluções materialmente relevantes sobre o que é importante, que será contribuir para dignificar o valor do sector”, disse no final do ato eleitoral o novo presidente eleito.
Recorde-se que Sónia Lobato havia tomado posse como presidente da UDIPSS Santarém a 13 de janeiro, após a demissão da anterior Direção, presidida por Hilário Teixeira. Agora, depois da demissão em bloco da Direção, à exceção da presidente (recandidata), e de nova eleição, Mário Machado é o senhor que se segue à frente dos destinos da UDIPSS Santarém.
Mário Machado é fundador e dirigente do Centro de Bem-Estar Social de Malaqueijo e é acompanhado na Direção por Tânia Gaspar (vice-presidente), Antonina Oliveira (secretária), José Rodrigues (tesoureiro), Renato Simões, Sara Venceslau e Ricardo Madeira (vogais).
À Mesa da Assembleia Geral preside Simões Marques, enquanto o Conselho Fiscal é liderado por Luís Amaral.

 

Data de introdução: 2021-09-18



















editorial

ELEIÇÕES LEGISLATIVAS

O Orçamento do Estado não era propriamente a questão, mas foi a oportunidade para dar por concluída a missão da “geringonça”… Já se previa!

inquérito

Como avalia o acordo de cooperação 2021-2022 que a CNIS assinou com o governo?

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A pobreza em Portugal
Estatísticas oficiais da União Europeia recentemente divulgadas dizem que a taxa de risco de pobreza dos idosos no nosso País subiu de 20,2% em 2019, para 21,4% em 2020. Nas...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

De Glasgow até às IPSS
Em Glasgow, na Escócia, de 31 de outubro a 12 de novembro, cerca de duas centenas de líderes e representantes estiveram reunidos, essencialmente, para verem como dar continuidade...