NOS LARES DE IDOSOS DESDE SETEMBRO

Cerca de 50 surtos e menos de 10 mortes

Nos lares de idosos do sector social solidário, neste momento em Portugal, há cerca de meia centena de surtos de covid-19, garante o presidente das CNIS.

O padre Lino Maia assegura que a situação nos lares portugueses está longe de ser comparável à que se viveu no princípio do ano. Com Portugal a registar subidas diárias do número de pessoas infetadas, os lares de idosos, não só os do universo da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade, mas também os das Misericórdias e até os ilegais, contabilizam cerca de meia centena de surtos. Recorde-se que no início do ano chegou a haver mais de 400.
O padre Lino Maia refere que nos lares têm surgido alguns contágios entre utentes e outras, mais escassas, entre funcionários das IPSS. Não apresentam, todavia, a gravidade do passado. De resto, não chega a uma dezena o registo de mortes. “No universo de lares portugueses, desde Setembro, não chegaram a uma dezena os casos com óbitos e a maior parte dessas mortes ficou a dever-se mais a outras doenças graves do que à covid-19.”
A nova vaga de infeções começou em outubro invertendo uma tendência de descida mercê da campanha de vacinação com índices que se aproximavam dos 90 por cento. A perda de eficácia das vacinas, o alívio das medidas de prevenção contra a covid-19, o comportamento pouco cuidadoso de segmentos da população e o surgimento de novas variantes do vírus têm estado a contribuir para o recrudescimento pandémico.
Lino Maia refere que os lares estão a testar quinzenalmente trabalhadores e utentes e desde Setembro, foram reativados alguns rastreios.
O presidente da CNIS lembra que as visitas aos utentes dos lares obrigam a que haja a apresentação de teste negativo, medida atinada na opinião de Lino Maia.
No universo de idosos abrangidos pelo conjunto do Sector Social Solidário, Misericórdias, Confecoop e União das Mutualidades, haverá cerca de 1500 lares, com cerca de 80.000 utentes. A somar a estes há ainda os lares privados lucrativos legais e os ilegais.

TESTAGEM PREVENTIVA

 

O Governo anunciou que foi reativado o plano de testagem preventiva contra a covid-19 dos funcionários de lares de idosos "para se procurar antecipar e evitar a propagação” explicou Ana Mendes Godinho, ministra da Solidariedade.
A ministra disse ainda que a vacinação com a dose de reforço da vacina contra a covid-19 "está praticamente concluída" nos lares de idosos, existindo ainda situações que dependem da última vez em que os utentes dessas estruturas tiveram covid-19 ou receberam a segunda dose.

 

Data de introdução: 2021-12-06



















editorial

ANO NOVO – NOVOS DESAFIOS

(...) Deve relevar-se como um passo muito significativo o compromisso constante do Pacto de Cooperação, no sentido de o Estado e as Instituições deverem repartir de forma equitativa os encargos com as respostas sociais em que existem...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A revisão do Pacto para a Solidariedade
Nos últimos dias do ano transato os Presidentes da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (AMNP), da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), da...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORT. DO VOLUNTARIADO

ESTRATÉGIA NACIONAL DE COMBATE À POBREZA: Um nobre desafio a Portugal
Finalmente, foi aprovada uma Estratégia Nacional de Combate à Pobreza (ENCP). Apesar de haver aspetos importantes por conhecer, no que respeita a exequibilidade desta Estratégia, em...