BARCELOS

Feira mensal de Solidariedade

A partir do passado dia 15 de Outubro, e em princípio todos os primeiros sábados de cada mês, a freguesia da Silva, em Barcelos, vai ser invadida por uma feira de solidariedade que tem um único objectivo: angariar dinheiro para pagar a construção do novo edifí­cio multiusos do Centro Social de Cultura e Recreio da Silva, que vai albergar diversas valências sociais, mas também um espaço polidesportivo. 

Na feira mensal na Silva podem encontrar diverso tipo de vestuário, calçado e muitas outras variedades de artigos para o dia-a-dia das famílias.
O produto da venda nesta feira mensal reverte em exclusivo para o novo edifício da creche, centro de dia, centro de noite e polidesportivo. 

Os novos equipamentos vão dar apoio às famílias mais desfavorecidas da população e será desta forma que a instituição deseja sensibilizar os cidadãos para uma partilha de rendimentos a favor das obras que estão em curso junto à igreja paroquial da Silva. 

Para fazer face aos altos custos deste projecto, da responsabilidade do Centro Social de Cultura e Recreio da Silva, esta IPSS achou por bem promover uma nova iniciativa.
Se a população barcelense corresponder com uma visita e ao mesmo tempo adquirir artigos, será mais uma pequena ajuda para a Obra Social desta instituição, até porque "Na necessidade prova-se a amizade".

(se eventualmente achar por bem corresponder com a oferta de artigos a favor desta feira mensal, a instituição agradece a generosidade e ao mesmo tempo solicita o contacto directo pelos telefones 96 537 62 45 ou para a Secretaria da instituição: 253 88 19 90 - FAX 253 88 44 69)


 

Data de introdução: 2005-11-05



















editorial

SUSTENTABILIDADE

Quando o XXIV Governo Constitucional dá os primeiros passos, o Sector Social Solidário, que coopera com o Estado, deve retomar alguns dossiers. Um deles e que, certamente, se destaca, é o das condições de sustentabilidade que constituem o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Agenda 2030 e as IPSS
Em Portugal é incomensurável a ação que as cerca de 5 mil Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) existentes, têm vindo a realizar.  As...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

A gratuitidade das creches entre o reforço do setor social e a privatização liberal
 A gratuitidade das creches do sistema de cooperação e das amas do Instituto de Segurança Social, assumida pela Lei Nº 2/2022, de 3 de janeiro, abriu um capítulo novo...