Diga 333

Indiscutivelmente, o anúncio do mágico número 333, medidas apresentadas por José Sócrates no âmbito do programa Simplex, foi a notícia/sensação da temporada.
A exposição do programa foi feita com pompa e circunstância e, segundo rezam as crónicas, para o governo chegar ao total de 333, algumas medidas foram apresentadas mais de uma vez, mas ordenadas em ministérios diferentes.

Os profissionais dos efeitos que o marketing político é capaz de criar devem ter sido os autores de tão peregrina ideia. Só não se lembraram de uma regra da matemática simples: 3, mais 3, mais 3 dá nove; e noves fora ….NADA!
Esperemos que não seja esse o resultado do Simplex.
Há muito tempo, muita gente insistia na urgência em criar condições para mais e melhor investimento e para facilitar a vida dos cidadãos, reduzindo-se os designados "custos de contexto", forma elegante de se referir ao palavrão "burocracia".
Embora seja difícil pedir a um Estado laico que faça o "milagre" da morte à burocracia, é de saudar a determinação com que o primeiro-ministro tem enfrentado interesses instalados e procedimentos administrativos anquilosados! 

Oxalá se entregue a uma nova geração de servidores do Estado a gestão das ditas 333 medidas, na expectativa de, finalmente vermos respeitados os nossos direitos de cidadania.
Como S. Tomé, vamos esperar para ver e ver para crer. Já agora: que é feito dos 150 mil postos de trabalho que foram anunciados em bombástica promessa eleitoral e que ninguém consegue vislumbrar?
Talvez não fosse má ideia associar estes 150 mil ao número 333!
Os portugueses agradeciam.

 

Data de introdução: 2006-04-06



















editorial

IMPORTÂNCIA ECONÓMICA E SOCIAL DAS IPSS

Para uma quantificação atualizada da importância social e económica das Instituições Particulares de Solidariedade Social em Portugal a CNIS assegurou o cofinanciamento do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE),...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A sustentabilidade da Segurança Social
Quando se tenta perspetivar o que pode acontecer no futuro aos sistemas de segurança social há variáveis que são mais fáceis de prever, mas também existem outras...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Só quando for um desígnio nacional será erradicada a pobreza
Nas últimas semanas, a pobreza em Portugal voltou a ser tema de abertura em todos os medias. Esta atenção especial deveu-se a informações preocupantes emanadas de fontes...