Passeio anual da ODPS

Durante o dia 3 de Junho estiveram reunidos 300 colaboradores da Obra Diocesana de Promoção Social (ODPS), incluindo os Conselhos de Administração e Fiscal e a Direcção. Tal aconteceu no Passeio anual, que este ano teve lugar em Sintra e Batalha.

Foi um dia de muita festa e boa-disposição, culminando ao jantar na Quinta do Fidalgo, com um verdadeiro banquete e um trio de animação musical. Via-se a alegria a transbordar no rosto de todos os presentes, entre os quais se contava com um convidado especial, Prof. Eugénio da Fonseca, Presidente da Caritas.

Não tendo sido possível a comparência do Bispo do Porto, D. Armindo Lopes Coelho, como é habitual, enviou uma mensagem aos obreiros, lida pelo Sr. Presidente Américo Ribeiro, em que manifestava a "minha gratidão pelo vosso trabalho, empenho e dedicação à Obra Diocesana... A Obra é cada um de vós, bem hajam!".
Ainda antes do almoço, no Hotel Arribas, sobre a Praia Grande e sob um sol radioso de calor intenso, o Presidente Américo Ribeiro desejou a todos "que este dia seja mais uma semente significativa na vida de cada um e na vida da Obra Diocesana!".

Já à noite o Prof. Eugénio da Fonseca dirigiu calorosas palavras, afirmando acreditar que a Obra "não vai ter mais dificuldades, porque os obstáculos são para ultrapassar e não para criar mais barreiras". Congratulou-se com o esforço de cada um dizendo que "quem abraça as causas da solidariedade como vós abraçais tem que ser um louco de amor pelos outros". Terminou convicto de que a "ODPS se congrega tanta gente é porque realmente é uma Família!"
Por todas estas palavras tão ricas, que não abrangem verdadeiramente a grandeza de sentimentos de cada obreiro da ODPS, se constata de como realmente estamos perante uma Obra com visão e futuro! Só não vê quem não quer ver, e a Invicta adormecida terá de acordar e se vestir nesta realidade...

Texto de: André Rubim Rangel

 

Data de introdução: 2006-06-11



















editorial

IMPORTÂNCIA ECONÓMICA E SOCIAL DAS IPSS

Para uma quantificação atualizada da importância social e económica das Instituições Particulares de Solidariedade Social em Portugal a CNIS assegurou o cofinanciamento do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE),...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A sustentabilidade da Segurança Social
Quando se tenta perspetivar o que pode acontecer no futuro aos sistemas de segurança social há variáveis que são mais fáceis de prever, mas também existem outras...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Só quando for um desígnio nacional será erradicada a pobreza
Nas últimas semanas, a pobreza em Portugal voltou a ser tema de abertura em todos os medias. Esta atenção especial deveu-se a informações preocupantes emanadas de fontes...