UDIPSS-LISBOA

Equipa de José Carlos Batalha mandatada para mais três anos

A lista liderada por José Carlos Batalha venceu o acto eleitoral para os órgãos sociais da UDIPSS-Lisboa. Concorreu apenas uma lista. Votaram 87 Instituições (votação expressiva, considerando o facto de apenas estar uma lista a ser sufragada). As eleições decorreram no dia 7 de Julho.

Para um mandato de 3 anos, os órgãos sociais da União Distrital de Lisboa ficam assim constituídos:

Mesa da Assembleia-geral

Presidente: Pe. Ricardo dos Reis Rainho (Centro C. S. Stº António dos Cavaleiros)
Secretário: António Pascoal Braga (Elo Social)
Secretário: Manuel Piedade Lopes Martins (ABEI – Vila Franca de Xira)
Suplente: Carlos Eduardo Luís da Silva (A Creche Sempre em Flor)

Conselho Fiscal

Presidente: João Manuel Morais Maggessi Gouveia (Comunidade Vida e Paz)
Vogal: Gilberto Lindim Ramos (AC Reformados Pensionistas e Idosos de Sacavém)
Vogal: José Manuel Fortuna de Carvalho Antelo (NRS APPC – AP Paralisia Cerebral)
Suplente: Joaquim Amílcar de Carvalho Cruz (CSP de Torres Vedras)

Direcção

Presidente: José Carlos Batalha (CSP Azambuja)
Vice-Presidente: José Manuel Henriques Cera Casaleiro (A. P. de Apoio à Criança)
Tesoureira: Maria da Luz Madruga Alves (AP Diabéticos de Portugal)
Secretária: Maria Paula Tavares Horta Silva Amoroso Martins (A. Ester Janz)
Vogal: Manuel António Tubal (CSP S. Domingos de Rana)
Suplente: António José Inácio (Instituto Apoio à Comunidade)
Suplente: João de Matos Bernardino (CS Quinta da Boa Vista)


17.07.2006

 

Data de introdução: 2006-07-17



















editorial

O TRIÂNGULO DA COOPERAÇÃO

A consciência social, aliada ao dever ético da solidariedade, representa uma instância suprema de cidadania, um compromisso inalienável para com os mais vulneráveis e em situação de marginalidade, exclusão e pobreza.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

A Política Melhor (II)
Na continuação dos assuntos abordados no meu texto anterior, reitero que vale a pena, aos dirigentes das IPSS, independentemente das suas convicções ideológicas ou...

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A guerra na Ucrânia e as consequências para a Europa
A guerra na Ucrânia é, sem dúvida, o maior desafio que se coloca à União Europeia desde a sua fundação. É a primeira vez, desde a última grande...