CENTRO COMUNITÁRIO DA PARÓQUIA DE CARCAVELOS PROMOVE

Atelier de Teatro para Crianças

O Centro Comunitário da Paróquia de Carcavelos promove, entre Outubro de 2006 e Junho de 2007, um atelier de teatro/expressão dramática para crianças.

A expressão dramática é uma das mais belas formas de comunicação. A criança intervém com o corpo, a palavra, a sua timidez, a sua sensibilidade, as suas recordações e os seus sonhos. Actua só ou com outras crianças, fala-lhes ou responde-lhes, adere ao real ou foge dele.

Estas são as principais características dos jogos de expressão dramática que permitem que a criança se exprima totalmente:

As crianças vão aprender de forma lúdica e divertida:

- Tomar consciência do próprio corpo
- Dominar a linguagem gestual
- Colocar o corpo no espaço
- Evoluir em terrenos limitados
- Esperar pela sua vez e organizar-se
- Tomar consciência do outro (amá-lo, compreende-lo)
- Improvisar
- Criar-se no imaginário
- Concentrar-se através da respiração
- Colocação de voz.

O concurso acaba com uma peça de teatro apresentada no final do ano lectivo pelos novos artistas.

Nós não criamos actores, nós criamos pessoas! Porque teatro é vida!

- - - - - - - - - - -

Outubro 2006 - Junho 07

Terças-feiras

17h30 - 18h30 ou 18h30 - 19h30

Crianças entre os 6 e os 13 anos

Mensalidade: 25 euros

Formadora: Natasha Marjanovic



 

Data de introdução: 2006-08-27



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...