UM PRESENTE DE NATAL

Uma mão cheia de afectos

Aproxima-se o Natal e a tradicional troca de presentes que caracteriza esta época, essencialmente, dedicada à família e aos afectos. Um presente onde possa juntar a beleza, a utilidade e a ternura das mãos que o fizeram é o que poderá ser encontrado na Venda de Natal do CRIA (Centro de Recuperação Infantil de Abrantes).
A Venda de Natal decorrerá de 4 a 8 de Dezembro, entre as 9 e as 19 horas, no edifício da Assembleia de Abrantes, bem perto da Praça Barão da Batalha, no Centro Histórico da Cidade de Abrantes.

À venda estarão diversos artigos de decoração, utilidades domésticas ou simples lembranças. Destacam-se os bordados, almofadas, molduras, caixas decorativas, porta-chaves, peças em pirogravura ou papel reciclado.
Todos os artigos que poderão ser adquiridos na Venda de Natal foram elaborados pelos utentes do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes, no âmbito do programa de actividades, desenvolvido ao longo do ano, na Instituição.
A ternura e a arte que estes jovens e adultos portadores de deficiência colocam em cada uma destas peças que executam, fazem delas presentes únicos e valiosos.
Em cada uma destas pequenas ou grandes peças poderá, este Natal, oferecer uma mão cheia de afectos.

 

Data de introdução: 2006-11-23



















editorial

IMPORTÂNCIA ECONÓMICA E SOCIAL DAS IPSS

Para uma quantificação atualizada da importância social e económica das Instituições Particulares de Solidariedade Social em Portugal a CNIS assegurou o cofinanciamento do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE),...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A sustentabilidade da Segurança Social
Quando se tenta perspetivar o que pode acontecer no futuro aos sistemas de segurança social há variáveis que são mais fáceis de prever, mas também existem outras...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Só quando for um desígnio nacional será erradicada a pobreza
Nas últimas semanas, a pobreza em Portugal voltou a ser tema de abertura em todos os medias. Esta atenção especial deveu-se a informações preocupantes emanadas de fontes...