DELEGAÇÃO DE LISBOA DA SPEM

Inscrições para o novo Serviço de Cuidados Domiciliários de Reabilitação

A delegação de Lisboa da SPEM está a aceitar inscrições de sócios portadores de Esclerose Múltipla, para o novo Serviço de Cuidados Domiciliários de Reabilitação.

Os tratamentos de reabilitação são parte integrante da terapêutica da Esclerose Múltipla. Nas formas progressivas é mesmo a terapêutica de eleição.

A Delegação de Lisboa tem a funcionar uma Unidade de Neuroreabilitação onde procura proporcionar tratamento especializado para as pessoas portadoras de Esclerose Múltipla adaptado às diferentes formas clínicas e à fase evolutiva de cada pessoa.
Existem, no entanto, situações em que a deslocação do associado a esta Unidade se torna difícil quer pela existência de barreiras arquitectónicas, quer por se tratar de pessoas com compromissos motores muito graves.
O novo Serviço propõe-se ajudar os doentes e familiares mais isolados e com condições de vida mais difíceis, procurando atingir os seguintes objectivos:
- Facilitar a mobilização
- Prevenir deformações articulares
- Prevenir a formação de escaras de decúbito
- Melhorar a função respiratória
- Melhorar a comunicação
- Melhorar as alterações da deglutição
- Aconselhar sobre o uso de ajudas técnicas
- Promover actividades ocupacionais
- Tornar mais fácil e eficaz a prestação de cuidados pelos familiares
- Apoiar psicologicamente o doente e os familiares

Para mais informações e para marcações contacte a Coordenadora da Delegação de Lisboa da SPEM, Manuela Martins, à Terça ou Quinta-feira, entre as 14.00 e as 17.00 horas, para um dos telefones: 218 650 480 ou 960 100 884

 

Data de introdução: 2007-04-14



















editorial

IDENTIDADE E AUTONOMIA DAS IPSS

As IPSS constituem corpos intermédios na organização social, integram a economia social e são autónomas e independentes do Estado por determinação constitucional.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Eleições Europeias são muito importantes
Nas últimas eleições para o Parlamento Europeu foi escandaloso o nível de abstenção. O mesmo tem vindo a acontecer nos passados atos eleitorais europeus

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Habitação duradoura – a resposta que falta aos sem abrigo
As pessoas em situação de sem-abrigo na Europa, em 2023 serão cerca de 900 mil, segundo a estimativa da FEANTSA (Federação Europeia das Associações...