ABRANTES

Utentes do CRIA vão ao circo

Sessenta utentes do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes vão este Natal ter oportunidade de assistir a um espectáculo do Circo Cardinali, em Lisboa. Esta oportunidade única de viver a magia do Circo é proporcionada pela empresa Diogo e Serigado, detentora da marca Halcon Viagens para Abrantes.

No âmbito da responsabilidade social da empresa e das preocupações em contribuir para que todos tenham acesso à igualdade de oportunidades e à descoberta de novos horizontes, a empresa Diogo e Serigado decidiu este Natal promover uma tarde de festa para os utentes do CRIA e oferecer sessenta bilhetes de Circo a crianças e jovens com deficiência. Irene Peres, Directora Comercial desta empresa em Abrantes, sublinha que “é a primeira vez que, em Abrantes, a empresa aposta na colaboração estreita com uma Instituição de Solidariedade Social” e, no Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos, a escolha recaiu no CRIA para proporcionar aos utentes a oportunidade de usufruírem de um espectáculo que faz as delícias de todas as crianças.

A festa para entrega dos bilhetes decorrerá no dia 4 de Dezembro, às 14h 30m, nas instalações da Instituição e contará com a presença de Carlos Catarino que animará a tarde com um espectáculo de karaoke. Num gesto de inteira disponibilidade, Carlos Catarino pretende “dar um contributo solidário” para fazer desta festa um momento inesquecível de alegria e animação para todos os utentes da Instituição.

Durante a tarde de karaoke, os responsáveis da empresa Diogo e Serigado irão entregar à Direcção do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes os bilhetes que permitirão aos jovens descobrir a beleza e o brilho que um espectáculo de circo envolve. Para o Presidente da Direcção do CRIA, “esta oferta concreta da Halcon Viagens e a festa que irão dinamizar, nas nossas instalações, para os nossos utentes, é a concretização da preocupação das empresas no apoio à área social e na responsabilidade partilhada para gerar oportunidades iguais na diversidade que constitui a nossa sociedade actual”.
Para muitos dos utentes esta será uma nova experiência e uma enorme alegria em tempo de Natal.

 

Data de introdução: 2007-12-02



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.