Santo Tirso angaria bens para S. Tomé Príncipe


A Câmara de Santo Tirso apela à participação da população numa campanha de angariação de bens destinada ao distrito de Cantagalo, em S. Tomé e Príncipe.
A iniciativa de solidariedade já está a decorrer e prolonga-se até Janeiro de 2008.

No âmbito desta campanha estão a ser recolhidos diversos tipos de bens, como material de escritório e escolar, roupas para crianças e idosos, produtos alimentares e ferramentas de trabalho, como pás, picaretas, enxadas, baldes, coletes reflectores, botas de borracha, capas de chuva, luvas, máscaras, caixas de ferramentas para mecânica, canalização e carrinhos de mão.

Bolas e equipamento de futebol são também bens que os organizadores pretendem recolher para enviar para as crianças e jovens daquele distrito, que é geminado com Santo Tirso desde 1997.

Fonte da autarquia disse à Lusa que todos os anos, na altura do Natal, são organizadas campanhas de solidariedade com aquele distrito.

«Já mandamos livros, medicamentos e outros bens, de acordo com o que nos é pedido pelas autoridades locais», acrescentou a fonte.

O material deve ser entregue nos serviços da Divisão da Cultura, a funcionar no edifício da Biblioteca Municipal de Santo Tirso.

O distrito de Cantagalo tem cerca de 14 mil habitantes e ocupa uma superfície de 119 quilómetros quadrados.

Diário Digital / Lusa

Fonte: Diário Digital

 

Data de introdução: 2007-12-08



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.