Algarve é região-piloto da solidariedade

O projecto solidus.pt foi apresentado na delegação do Instituto Português de Juventude (IPJ) de Faro. Esta iniciativa contempla a criação de uma plataforma solidária na Internet, através da qual as instituições carenciadas de voluntários podem divulgar as suas necessidades e os candidatos ao voluntariado podem oferecer os seus préstimos.

Desde 5 de Dezembro, www.solidus.pt/site/index.php é uma plataforma para o voluntariado no Algarve, sendo que no início de 2008 será alargado a todo o Continente e regiões autónomas. O solidus.pt pretende facilitar a interacção e criar um ponto de encontro entre quem procura e quem oferece voluntariado.

O projecto é liderado pelo Corpo Nacional de Escutas (CNE) através do Agrupamento 1172 – Faro (S. Luís), que o coordena, divulga e dinamização. São parceiros no Projecto a AMAL (Grande Área Metropolitana do Algarve) e a Globalgarve, que através do Algarvedigital colaboram na construção e alojamento do site, bem como na sua manutenção e divulgação.

As instituições registadas podem facilmente aceder à base de dados de voluntários e contactá- los por e-mail e telefone. Os voluntários por sua vez podem facilmente informar-se, podendo também escolher e contactar as respectivas instituições.

Fonte: REGIÃO SUL

 

Data de introdução: 2007-12-08



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.