800 novos lugares em creches no Algarve

O Algarve vai ser dotado de cerca de 800 novos lugares em creches, através de um investimento aproximado de 7,5 milhões de euros, no âmbito da segunda fase do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES). A nível da terceira idade vão surgir mais 70 lugares em lares de idosos.

Os contratos com 15 Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS’s) da região foram assinados a 4 de Abril, no Governo Civil de Faro, numa cerimónia presidida pelo secretário de Estado da Solidariedade Social, Pedro Marques.

O secretário de Estado sublinhou que a região vai mesmo ultrapassar a meta definida pelo Governo até 2010, concretizando assim o objectivo nacional de aumentar em 50 por cento a rede de creches.

Pedro Marques realçou ainda o forte contributo do distrito de Faro na prossecução destes objectivos com a criação de cerca de mil lugares em 24 novas valências que correspondem a dois terços na segunda fase de candidaturas.

“A aprovação destes lugares permite que, com a conclusão do PARES, o distrito de Faro ultrapasse a meta dos 33,8 por cento em rede de creches” frisou Pedro Marques, considerando estes valores como um forte incentivo à natalidade.

Refira-se, no âmbito das duas fases do PARES, foram investidos no País cerca de 400 milhões de euros em equipamentos sociais, 15 dos quais no distrito de Faro. No total, já foram aprovados a nível nacional, nas duas fases, 16 mil novos lugares em creches e cerca de 15 mil na área de apoio a idosos.

FONTE: Região Sul

 

Data de introdução: 2008-04-12



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.