PARA REGULAR FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO

Cadaval assina acordo de colaboração sobre Voluntariado

A Câmara Municipal do Cadaval assinou, no passado dia 15 de Julho, no Governo Civil de Lisboa, um protocolo de colaboração com o Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado, documento que vem firmar as regras de funcionamento do Banco Local de Voluntariado do Cadaval, por sua vez criado há ano e meio neste município e contando com uma bolsa de cerca de 70 voluntários inscritos.

A autarquia cadavalense, enquanto entidade promotora e enquadradora do Banco Local de Voluntariado do Cadaval, esteve representada na cerimónia de assinatura, através da vice-presidente Eugénia Correia. Por seu turno, a representar o Conselho Nacional para a Promoção de Voluntariado, esteve a sua presidente, Elza Chambel.

A cerimónia foi presidida por Idália Moniz, Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, e contou ainda com as presenças de Dalila Araújo, Governadora Civil de Lisboa, e de representantes de outras entidades enquadradoras dos bancos de voluntariado do distrito de Lisboa, para além do Cadaval, a saber: Câmaras de Lourinhã, Oeiras, Odivelas, Torres Vedras, Vila Franca de Xira e ainda a Junta de Freguesia de Linda-a-Velha.
Os Bancos Locais de Voluntariado (BLV), sedeados maioritariamente em autarquias, constituem um verdadeiro elo de ligação entre os cidadãos que queiram exercer uma actividade de voluntariado e as instituições promotoras dessas actividades, cabendo-lhes a promoção e o desenvolvimento do voluntariado na sua área de intervenção, em cooperação com as organizações promotoras.

O voluntariado pode ser exercido nos domínios cívico bem como da acção social, saúde, educação, emprego e formação profissional, ciência e cultura, defesa do património e do ambiente, entre outras. As entidades interessadas em acolher voluntários dever-se-ão dirigir ao BLV e preencher um formulário próprio par ao efeito.

O BLV do Cadaval pode ser contactado através do telefone 262 690 181 ou do e-mail voluntariado@cm-cadaval.pt

 

Data de introdução: 2008-07-26



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.