PARALÍMPICOS

PR saúda atletas destacando "vontade de vencer" de grupo que "não se resigna"

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, saudou os atletas que representarão Portugal nos Jogos Paralímpicos Pequim 2008, destacando a "vontade de vencer" de um grupo que "não se resigna". Numa mensagem, Cavaco Silva sublinha a sua "satisfação" em felicitar todos os atletas portugueses que representarão Portugal nos Jogos Paralímpicos Pequim 2008, sublinhando "a vontade de vencer de um grupo de atletas que não se resigna e que ultrapassa os seus próprios limites na vontade de chegar cada vez mais longe".

"Os portugueses já se habituaram a vibrar com as vitórias e os sucessos que a nossa Selecção dos Paralímpicos tem obtido nas sucessivas edições de Jogos em que tem participado", lê-se ainda na mensagem. Os Jogos Paralímpicos irão decorrer em Pequim entre 06 e 17 de Setembro. Portugal vai estar representado por 33 atletas, entre os quais 12 estreantes.

Os atletas portugueses, 23 masculinos e 10 femininos, vão participar num total de 39 provas, nas modalidades de atletismo, boccia, ciclismo, equitação, natação e vela.

Em 2004, nos Jogos Olímpicos de Atenas, os atletas portugueses conquistaram 12 medalhas: duas de ouro, cinco de prata e outras tantas de bronze.

Os Jogos Paralímpicos Pequim 2008 contarão com a presença de 4.000 atletas, de 140 países, que competirão em 20 modalidades.

26.08.2008

 

Data de introdução: 2008-08-27



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.