IMIGRAÇÃO

Portugal é dos países com maior taxa de imigrantes exteriores à UE

Portugal é dos Estados-membros da União Europeia com maior taxa de imigrantes oriundos de países exteriores à UE, que representam
84 por cento da imigração no país, revela um estudo hoje divulgado pela Comissão Europeia. O estudo do gabinete oficial de estatísticas da União (Eurostat), com dados de 2006 para 24 dos 27 Estados-membros da UE - três não tinham dados disponíveis -, revela que a Eslovénia (90 por cento de imigrantes de países terceiros), Roménia (86) e Portugal (84) são os países onde se verificam as mais altas taxas de imigrantes provenientes de países de fora da União.

Em média, 60 por cento dos imigrantes na UE eram de países terceiros, e apenas em sete Estados-membros a maioria dos imigrantes estrangeiros são de outros Estados-membros, com realce para o Luxemburgo (84 por cento).

Os dados oficiais referentes a Portugal indicam que em 2006 havia 27.700 imigrantes, 84 por cento dos quais de países terceiros e 16 por cento de outros países da União, sendo a maior comunidade a ucraniana (31 por cento), seguida da brasileira (27) e da moldava (12).

Em termos gerais, os maiores grupos de imigrantes estrangeiros na UE em 2007 eram os polacos (cerca de 290.000 pessoas), seguidos dos romenos (230.000) e marroquinos (140.000).

18.11.2008

 

Data de introdução: 2008-11-18



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...