A 23 E 24 DE ABRIL, EM SANTA MARIA DA FEIRA

III Congresso Português de Avaliação e Intervenção em Gerontologia Social

O III Congresso Português de Avaliação e Intervenção em Gerontologia Social é uma iniciativa da Unidade de Investigação e Formação sobre Adultos e Idosos (UnIFai) (ICBAS. UP).

Bienalmente, a UnIFai organiza o Congresso Português de Avaliação e Intervenção em Gerontologia Social, que no presente ano, se realizará em parceria com a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira (Divisão de Acção Social), nos dias 23 e 24 de Abril, em Santa Maria da Feira e é subordinado ao tema Sistemas de Qualidade em Equipamentos Gerontológicos.

A UnIFai desenvolve investigação científica, know-how e formação especializada em Gerontologia. Além disso, tem desenvolvido projectos de investigação e de desenvolvimento em termos de sistemas de qualidade, sobretudo através da criação de instrumentos especializados de apoio à gestão de equipamentos. A descrição dos diferentes projectos pode ser consultada no endereço electrónico www.unifai.eu/qualidade.

A dinâmica do III Congresso, à semelhança dos anteriores, contará com oradores convidados e sessões de pósteres acerca de qualquer tema de Gerontologia e Geriatria para as quais incentivamos desde já a participação dos profissionais e das instituições a apresentarem os seus projectos, experiências e boas práticas e que poderão também ser presentes a concurso para atribuição do Prémio UnIFai e UnIFai Estudante.
Paralelamente, realizar-se-ão no dia 22 de Abril dois Seminários com os temas, Sistemas da Qualidade em Equipamentos Gerontológicos (Dr. Alfredo Bohórquez Rodríguez. Eulen Servicios Sociosanitario), e Metodologias e Instrumentos de Gestão de Equipamentos Gerontológicos (Prof. Doutor Inácio Martín . UA – UnIFai) .
Mais informações sobre o III Congresso estão disponíveis no endereço electrónico www.unifai2009.com

 

Data de introdução: 2009-03-24



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...