ACORDO CNIS-IEFP

Parceria por mais um ano

Dando seguimento ao trabalho iniciado e efetuado em anteriores acordos de cooperação celebrados entre a CNIS e o IEFP, em 2012 procedeu-se a renovação por mais um ano da mesma parceria, a qual visa a manutenção e capacitação permanente das estruturas já criadas no sentido de colocar ao dispor das organizações de economia social, um conjunto de serviços (informação, coordenação e acompanhamento) que visam servir de pilar de apoio das mesmas instituições.
O Acordo de Cooperação CNIS-IEFP celebrado para o ano 2012 mantém como pressuposto principal o apoio permanente das instituições sociais, no sentido de capacitá-las com mecanismos e formas de atuação sustentáveis para que assim, consigam fazer face às dificuldades com as quais se deparam diariamente.
Nas ações do acordo para este ano aposta-se, predominantemente, na área da produção/reformulação e manutenção de websites das instituições associadas, como instrumento dinamizador das próprias instituições.
A par das ações definidas nas atividades A, B e C, as quais se tem vindo a manter apesar de algumas alterações e ajustamentos realizados, nomeadamente no nome e número de ações de cada atividade, a CNIS procedeu à reformulação das ações estipuladas na atividade D-i9SOCIAL-, sendo esta considerada a atividade arrojada deste novo acordo, a qual abrange a par da manutenção e dinamização do Centro de Recursos da CNIS, do Gabinete de Comunicação e do Centro de Estudos Sociais, a criação de Contas-Satélites de emprego por distrito no sentido de obter indicadores concretos os quais resultarão da análise da variante “mercado-emprego”.
Neste âmbito pretende realizar-se um estudo subordinado à capacidade de empregabilidade tida pelas organizações de economia social em cada distrito de Portugal e aferir, através dos resultados e extrapolações alcançadas, a importância destas instituições no desenvolvimento económico e social do país. Este estudo está a ser realizado in loco pelos técnicos afetos ao acordo, nas regiões onde se encontram localizadas as instituições, tendo já sido efectuados contactos em vários distritos com vista à prossecução dos objectivos do referido estudo.
Há a salientar, ainda, a criação de uma newsletter mensal com as atividades do acordo que poderá ser consultada no portal na CNIS, no separador “divulgação de atividades”.
Do ponto de vista quantitativo no que concerne às ações do acordo destacam-se, até esta data e entre várias ações, as seguintes:

- Realização de 3 Sessões de informação relativas ao Protocolo de Cooperação 2011/12 realizadas em diferentes locais do país;
- Várias centenas de atendimentos/esclarecimentos às instituições e Uniões Distritais;
- Criação do espaço “Consultório Técnico – Fiscalidade”, com a inclusão e esclarecimento de várias questões neste âmbito, em parceria com a Crowe Horwath;
- Realização de 3 Encontros relativos à Tabela Conversora SNC, realizados em diferentes locais do país;
- Contacto in loco com várias instituições pertencentes a 4 distritos, no âmbito do suporte ao estudo “Empregabilidade nas Organizações de Economia Social”;
- Inclusão de 70 boas práticas/atividades de várias instituições no portal da CNIS.
- Reativação e atualização de sites de Uniões Distritais.

 

Data de introdução: 2012-08-14



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...