CENTRO SOCIAL DE CULTURA E RECREIO DA SILVA

Unanimidade na Assembleia

Os sócios do Centro Social de Cultura e Recreio da Silva reunidos em Assembleia Geral, dia 24 de Março, aprovaram por unanimidade o Relatório de Actividades e Contas de Gerência, bem como o parecer do Conselho Fiscal respeitante ao exercício do ano 2005.
Nas actividades do dia-a-dia, os custos e perdas registaram os valores de € 290.368,23 para os proveitos e ganhos no valor de € 557.853,51 obtendo um resultado líquido do exercício no valor de € 267.485,28
O investimento em novos equipamentos, num total de 435.019,53 € foi o resultado mais significativo a nível social, dado que esta instituição está a construir um novo edifício para Creche, Centro de Dia, Centro de Noite e alargamento do Apoio Domiciliário junto à igreja paroquial da Silva.

Depois da leitura da acta da reunião anterior e entrando no ponto número dois, a direcção apresentou o relatório, sob o lema “Esta Obra Não Pode Parar” para depois os sócios questionarem a direcção sobre diversos pontos referentes às actividades e contas de gerência do ano anterior.
A direcção da instituição esclareceu a assembleia em todos os pedidos que lhe foram formulados, justificando que mantém as diversas valências ATL, SAD EMPRESA DE INSERÇÃO e CENTRO CONVÍVIO alem da promoção de outras actividades de âmbito cultural e recreativo em conformidade com o programa e orçamento do ano de 2005.

Os serviços sociais desta Instituição são de facto o motor principal do desenvolvimento a nível social junto das famílias, em especial os cidadãos mais carenciados, as crianças e os idosos.
Depois de lida a acta do Conselho Fiscal, os sócios foram unânimes em aprovar todos os assuntos expostos à Mesa da Assembleia-geral, dado que, em face dos resultados do trabalho apresentado nada tinham a opor ao que está a ser realizado na Silva.



O terceiro ponto da ordem de trabalho também foi aprovado por unanimidade, depois de uma apresentação exaustiva por parte da Direcção de forma a justificar os custos dos investimentos, face aos resultados líquidos. Foi aprovado, a Direcção representar a Instituição a dar de hipoteca um edifício urbano para obter um empréstimo junto da banca no valor de 150.000,00 euros a fim de satisfazer parte dos investimentos do ano 2006, respeitante aos pagamentos do novo equipamento que está a ser construído.

A direcção argumentou ainda e face aos resultados líquidos do exercício e aos resultados transitados que os valores são absorvidos pelos investimentos do ano 2006, previsto em 702.856,49 € defendendo assim que é preciso continuar a pedir de porta-a-porta, e ao mesmo tempo dar conhecimento junto de Entidades Oficiais para que sejam considerados subsídios para esta Obra Social.

O Centro Social da Silva está reconhecido perante a Direcção Geral de Impostos com o Estatuto de Mecenato Social, nos termos do Art.º 10 do Código do IRC.



Os membros da direcção estão motivados para abrir no último trimestre novas valências sociais (FOTOS OBRA) no novo edifício, daí que conta com o apoio do empreiteiro Domingos Carvalho, SA e da população generosa na atribuição de donativos.

 

Data de introdução: 2006-04-06



















editorial

O TRIÂNGULO DA COOPERAÇÃO

A consciência social, aliada ao dever ético da solidariedade, representa uma instância suprema de cidadania, um compromisso inalienável para com os mais vulneráveis e em situação de marginalidade, exclusão e pobreza.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

A Política Melhor (II)
Na continuação dos assuntos abordados no meu texto anterior, reitero que vale a pena, aos dirigentes das IPSS, independentemente das suas convicções ideológicas ou...

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A guerra na Ucrânia e as consequências para a Europa
A guerra na Ucrânia é, sem dúvida, o maior desafio que se coloca à União Europeia desde a sua fundação. É a primeira vez, desde a última grande...