DE 23 A 26 DE MARÇO, EM ABRANTES

Festival Nacional de Teatro Especial (FNATES 2007)

O Festival Nacional de Teatro Especial (FNATES 2007) vai, de novo, subir ao palco do Cine-Teatro S. Pedro, em Abrantes, nos próximos dias 23, 24, 25 e 26 de Março. Este evento, já na quinta edição, integra-se este ano nas comemorações do 30º aniversário do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes (CRIA).
A edição deste ano terá como novidade a presença dos Ri-Bombar, um Grupo de bombos e tambores da Oficina de Percussão para surdos, da Associação Despertar do Silêncio da Guarda. Este grupo musical, constituído por surdos, fará a recepção aos convidados junto ao Cine-Teatro S. Pedro e, posteriormente, actuará na Praça Barão da Batalha. A manhã do dia 23, será dedicada à sessão solene dos 30 Anos do CRIA, contando ainda com a actuação do Rancho Folclórico “Quinta das Pinheiras” e a estreia da peça “Amigos de Ouro”, do CRIARTE, Grupo de Teatro do CRIA.

Chocollate é a peça abre a tarde deste primeiro dia, trazida pelo Grupo de Animação da APPACDM de Setúbal. A noite será preenchida com dois espectáculos: Os nossos tempos, um trabalho da APPACDM de Évora e Anjos e Demónios, com o Grupo de Teatro Alma Grande, da APPACDM de Setúbal.
No sábado, a tarde inicia-se com Sonho ou realidade, um espectáculo de teatro gestual, pelo Grupo “Ecos do Silêncio, da Associação Despertar do Silêncio, da Guarda. Às 15 horas, chega Pluft, o Fantasminha, uma peça levada à cena pelo Grupo de Teatro Fantasia, da APPACDM de Santarém.
Olhar Indiscreto é a peça da noite, um espectáculo só para adultos, baseado na obra de Al Berto, pelo Grupo Era uma vez… Teatro, da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral do Porto.
O domingo, à tarde, inicia-se com O Mar, um espectáculo de jograis, da CERCICA de Cascais, com encenação de Amélia Videiro. Segue-se O canteiro vaidoso, a habitual colaboração e participação do Grupo “Palha de Abrantes”, com encenação de Helena Bandos.

A noite marca o regresso da CRINABEL ao palco do Cine-Teatro S. Pedro. Metamorfose de Franz Kafka, com versão cénica e encenação de Marco Paiva, é a proposta para este serão.
A segunda-feira, contará apenas com um único espectáculo, Amigos de Ouro, Grupo CRIARTE, do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes.

Este ano o Festival Nacional de Teatro Especial contará com mais um dia de espectáculo em relação ao ano anterior, com o objectivo de permitir que um maior número de Escolas e Instituições de Solidariedade possam assistir. Recorde-se que, à semelhança do ano passado, as Escolas, Instituições de Solidariedade e grupos organizados terão acessos gratuitos. Para o público, em geral, o bilhete terá o preço de um euro.
Realçar a arte como terapia, promover o intercâmbio de instituições de ensino especial e inserção sócio-cultural das pessoas portadoras de deficiência, são alguns dos objectivos a atingir. Estimular a criatividade, despertar e sensibilizar o público, quebrar algumas barreiras do preconceito que impede uma mais fácil inclusão da diferença, são outras das metas a atingir.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

V FNATES 2007

Festival Nacional de Teatro Especial

23, 24, 25, 26 de Março

Cine-Teatro S. Pedro – Abrantes


PROGRAMA

Dia 23 – SEXTA-FEIRA

10 horas – Ri-Bombar
Oficina de Percussão para surdos,
Grupo de bombos e tambores,
da Associação Despertar do Silêncio da Guarda

10h 30 – Rancho Folclórico “Quinta das Pinheiras”
do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes

11 horas – Sessão Solene dos 30 Anos do CRIA
Sessão de Abertura do FNATES 2007

11h 30 – Amigos de Ouro,
texto de Ann Braybrooks com adapt. do CRIARTE,
Grupo CRIARTE, do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes
Encenação: João Rosa, Helena Marques e José Carlos Veríssimo

12h 30 – Ri – Bombar
Oficina de Percussão para surdos,
Da Associação Despertar do Silêncio da Guarda
(Actuação na Praça Barão da Batalha)

14h 30 – Chocollate,
de Vítor Branco
Grupo de Animação da APPACDM de Setúbal
Encenação: Vítor Branco

21 horas – Os nossos tempos
Grupo “O imaginário,
da APPACDM de Évora
Encenação: Grupo de Teatro “O Imaginário”

21h 30 – Anjos e Demónios
de Fernando Casaca
Grupo de Teatro Alma Grande, da APPACDM de Setúbal
Encenação: Fernando Casaca


Dia 24 – SÁBADO

14h 30 – Sonho ou realidade
de Filipa Santiago e Sofia Afonso
Grupo “Ecos do Silêncio, da Associação Despertar do Silêncio da Guarda
Encenação: Paulo Miranda
* Teatro Gestual

15 horas – Pluft, o Fantasminha
de Maria Clara Machado
Grupo de Teatro Fantasia, da APPACDM de Santarém
Encenação: Joaquim Montez

21 horas – Olhar Indiscreto *
baseado na obra de Al Berto
Grupo Era uma vez… Teatro, da APPC do Porto
Encenação: Mónica Cunha
* Espectáculo para adultos



Dia 25 – DOMINGO

14h 30 – O Mar
Jograis - textos de Fernando Pessoa
Grupo de alunos de teatro e animação da CERCICA de Cascais
Encenação: Amélia Videiro

15 horas – Canteiro Vaidoso
de Soledade Martinho Costa
Grupo Palha de Abrantes
Encenação: Helena Bandos


21 horas – Metamorfose
de Franz Kafka, versão cénica de Marco Paiva
Grupo: CRINABEL Teatro
Encenação: Marco Paiva



Dia 26 – SEGUNDA-FEIRA

14h 30 – Amigos de Ouro, Grupo CRIARTE,
de texto de Ann Braybrooks, com adapt. do CRIARTE,
Grupo CRIARTE, do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes
Encenação: João Rosa, Helena Marques e José Carlos Veríssimo


 

Data de introdução: 2007-02-27



















editorial

IMPORTÂNCIA ECONÓMICA E SOCIAL DAS IPSS

Para uma quantificação atualizada da importância social e económica das Instituições Particulares de Solidariedade Social em Portugal a CNIS assegurou o cofinanciamento do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE),...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A sustentabilidade da Segurança Social
Quando se tenta perspetivar o que pode acontecer no futuro aos sistemas de segurança social há variáveis que são mais fáceis de prever, mas também existem outras...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Só quando for um desígnio nacional será erradicada a pobreza
Nas últimas semanas, a pobreza em Portugal voltou a ser tema de abertura em todos os medias. Esta atenção especial deveu-se a informações preocupantes emanadas de fontes...