DE 23 A 26 DE MARÇO, EM ABRANTES

Festival Nacional de Teatro Especial (FNATES 2007)

O Festival Nacional de Teatro Especial (FNATES 2007) vai, de novo, subir ao palco do Cine-Teatro S. Pedro, em Abrantes, nos próximos dias 23, 24, 25 e 26 de Março. Este evento, já na quinta edição, integra-se este ano nas comemorações do 30º aniversário do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes (CRIA).
A edição deste ano terá como novidade a presença dos Ri-Bombar, um Grupo de bombos e tambores da Oficina de Percussão para surdos, da Associação Despertar do Silêncio da Guarda. Este grupo musical, constituído por surdos, fará a recepção aos convidados junto ao Cine-Teatro S. Pedro e, posteriormente, actuará na Praça Barão da Batalha. A manhã do dia 23, será dedicada à sessão solene dos 30 Anos do CRIA, contando ainda com a actuação do Rancho Folclórico “Quinta das Pinheiras” e a estreia da peça “Amigos de Ouro”, do CRIARTE, Grupo de Teatro do CRIA.

Chocollate é a peça abre a tarde deste primeiro dia, trazida pelo Grupo de Animação da APPACDM de Setúbal. A noite será preenchida com dois espectáculos: Os nossos tempos, um trabalho da APPACDM de Évora e Anjos e Demónios, com o Grupo de Teatro Alma Grande, da APPACDM de Setúbal.
No sábado, a tarde inicia-se com Sonho ou realidade, um espectáculo de teatro gestual, pelo Grupo “Ecos do Silêncio, da Associação Despertar do Silêncio, da Guarda. Às 15 horas, chega Pluft, o Fantasminha, uma peça levada à cena pelo Grupo de Teatro Fantasia, da APPACDM de Santarém.
Olhar Indiscreto é a peça da noite, um espectáculo só para adultos, baseado na obra de Al Berto, pelo Grupo Era uma vez… Teatro, da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral do Porto.
O domingo, à tarde, inicia-se com O Mar, um espectáculo de jograis, da CERCICA de Cascais, com encenação de Amélia Videiro. Segue-se O canteiro vaidoso, a habitual colaboração e participação do Grupo “Palha de Abrantes”, com encenação de Helena Bandos.

A noite marca o regresso da CRINABEL ao palco do Cine-Teatro S. Pedro. Metamorfose de Franz Kafka, com versão cénica e encenação de Marco Paiva, é a proposta para este serão.
A segunda-feira, contará apenas com um único espectáculo, Amigos de Ouro, Grupo CRIARTE, do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes.

Este ano o Festival Nacional de Teatro Especial contará com mais um dia de espectáculo em relação ao ano anterior, com o objectivo de permitir que um maior número de Escolas e Instituições de Solidariedade possam assistir. Recorde-se que, à semelhança do ano passado, as Escolas, Instituições de Solidariedade e grupos organizados terão acessos gratuitos. Para o público, em geral, o bilhete terá o preço de um euro.
Realçar a arte como terapia, promover o intercâmbio de instituições de ensino especial e inserção sócio-cultural das pessoas portadoras de deficiência, são alguns dos objectivos a atingir. Estimular a criatividade, despertar e sensibilizar o público, quebrar algumas barreiras do preconceito que impede uma mais fácil inclusão da diferença, são outras das metas a atingir.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

V FNATES 2007

Festival Nacional de Teatro Especial

23, 24, 25, 26 de Março

Cine-Teatro S. Pedro – Abrantes


PROGRAMA

Dia 23 – SEXTA-FEIRA

10 horas – Ri-Bombar
Oficina de Percussão para surdos,
Grupo de bombos e tambores,
da Associação Despertar do Silêncio da Guarda

10h 30 – Rancho Folclórico “Quinta das Pinheiras”
do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes

11 horas – Sessão Solene dos 30 Anos do CRIA
Sessão de Abertura do FNATES 2007

11h 30 – Amigos de Ouro,
texto de Ann Braybrooks com adapt. do CRIARTE,
Grupo CRIARTE, do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes
Encenação: João Rosa, Helena Marques e José Carlos Veríssimo

12h 30 – Ri – Bombar
Oficina de Percussão para surdos,
Da Associação Despertar do Silêncio da Guarda
(Actuação na Praça Barão da Batalha)

14h 30 – Chocollate,
de Vítor Branco
Grupo de Animação da APPACDM de Setúbal
Encenação: Vítor Branco

21 horas – Os nossos tempos
Grupo “O imaginário,
da APPACDM de Évora
Encenação: Grupo de Teatro “O Imaginário”

21h 30 – Anjos e Demónios
de Fernando Casaca
Grupo de Teatro Alma Grande, da APPACDM de Setúbal
Encenação: Fernando Casaca


Dia 24 – SÁBADO

14h 30 – Sonho ou realidade
de Filipa Santiago e Sofia Afonso
Grupo “Ecos do Silêncio, da Associação Despertar do Silêncio da Guarda
Encenação: Paulo Miranda
* Teatro Gestual

15 horas – Pluft, o Fantasminha
de Maria Clara Machado
Grupo de Teatro Fantasia, da APPACDM de Santarém
Encenação: Joaquim Montez

21 horas – Olhar Indiscreto *
baseado na obra de Al Berto
Grupo Era uma vez… Teatro, da APPC do Porto
Encenação: Mónica Cunha
* Espectáculo para adultos



Dia 25 – DOMINGO

14h 30 – O Mar
Jograis - textos de Fernando Pessoa
Grupo de alunos de teatro e animação da CERCICA de Cascais
Encenação: Amélia Videiro

15 horas – Canteiro Vaidoso
de Soledade Martinho Costa
Grupo Palha de Abrantes
Encenação: Helena Bandos


21 horas – Metamorfose
de Franz Kafka, versão cénica de Marco Paiva
Grupo: CRINABEL Teatro
Encenação: Marco Paiva



Dia 26 – SEGUNDA-FEIRA

14h 30 – Amigos de Ouro, Grupo CRIARTE,
de texto de Ann Braybrooks, com adapt. do CRIARTE,
Grupo CRIARTE, do Centro de Recuperação Infantil de Abrantes
Encenação: João Rosa, Helena Marques e José Carlos Veríssimo


 

Data de introdução: 2007-02-27



















editorial

O TRIÂNGULO DA COOPERAÇÃO

A consciência social, aliada ao dever ético da solidariedade, representa uma instância suprema de cidadania, um compromisso inalienável para com os mais vulneráveis e em situação de marginalidade, exclusão e pobreza.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

A Política Melhor (II)
Na continuação dos assuntos abordados no meu texto anterior, reitero que vale a pena, aos dirigentes das IPSS, independentemente das suas convicções ideológicas ou...

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A guerra na Ucrânia e as consequências para a Europa
A guerra na Ucrânia é, sem dúvida, o maior desafio que se coloca à União Europeia desde a sua fundação. É a primeira vez, desde a última grande...