Acreditar pede solidariedade para centro de acolhimento

A associação Acreditar pediu aos cidadãos ajuda para construir um centro de acolhimento em Coimbra. O projecto conta, desde já, com a cooperação da Câmara Municipal, Associação Académica e Associação “Acreditar no Futsal”.

«Uma casa longe de casa», este é o objectivo enunciado por Margarida Cruz, directora-geral da associação Acreditar, que, no salão nobre da Câmara Municipal de Coimbra, divulgou a campanha destinada a ajudar à construção, já iniciada em Agosto do ano passado, de uma casa de acolhimento para crianças doentes, obra orçada em cerca de milhão e meio de euros.

A casa da “Acreditar” em Coimbra pretende ser o lar das crianças (e respectivas famílias) deslocadas durante os períodos de tratamento ambulatório. As famílias serão instaladas gratuitamente e irão cuidar da manutenção e arrumação dos espaços que ocupam, contando com a ajuda dos voluntários da associação, explicou Margarida Cruz, acrescentando que a futura casa terá 20 quartos e várias áreas em comum, distribuídas por três pisos.

Maria Patrocínio, uma das quatro responsáveis pelo núcleo da Acreditar na região Centro, referiu que a casa de acolhimento em Coimbra, «ao contrário da casa da “Acreditar” em Lisboa, vai estar aberta a outras patologias, para além da oncológica, gerando uma diversidade maior de crianças e famílias a participarem na casa».
«O que se pretende é que a vivência na casa “Acreditar” seja uma continuidade da vivência em casa com as famílias, amenizando as mudanças da criança, enquanto lida com a sua doença», concluiu a coordenadora, afirmando ser «um compromisso moral de todos os conimbricenses o contributo para esta associação».
A obra, com conclusão prevista para o final deste ano, contou com o apoio do Ministério da Saúde, através da cedência de um terreno de 1600 m2 junto ao novo Hospital Pediátrico.

Luís Providência, vereador da Câmara Municipal de Coimbra, considerou que «existem poucas oportunidades de participar em projectos com um nível de preocupação social como este».
«Tenho a certeza que a Câmara Municipal tudo irá fazer para contribuir para que esta casa seja um sucesso e que seja um serviço de qualidade prestado aos pais e às crianças», disse o autarca, que prometeu interceder, junto dos seus pares, para a disponibilização pelo município de um apoio financeiro, além da ajuda na divulgação desta campanha da associação.

Usando o desporto como veículo, a Associação Académica de Coimbra (AAC) e a associação “Acreditar no Futsal” vão promover dia 4 de Maio o Festival Aquático “Acreditar” e o Torneio “Acreditar no Futsal”. Estes eventos decorrerão no Pavilhão Multidesportos de Coimbra, revertendo as receitas para a “Acreditar”, de forma a ajudar a instituição a cumprir o seu lema: “Tratar a criança com cancro e não só o cancro na criança”.

FONTE: DIÁRIO DE COIMBRA

 

Data de introdução: 2008-04-12



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.