CNIS

Grande afluência ao Congresso Eleitoral

O Congresso Eleitoral da CNIS para o triénio 2012-2014, que decorrem na Casa Verbo Divino, em Fátima, registou nas duas primeiras horas de votação, que se iniciou poucos minutos depois das 11h00, uma enorme afluência de votantes,
Estima-se que até às 13h30 tenham votado cerca de 700 representantes de IPSS de todo o País, com as mesas dos distritos nortenhos registado as maiores afluências.
Num ambiente cordial e de grande espírito de solidariedade, o memonto da manhã eleitoral foi o encontro entre os dois candidatos à liderança da CNIS, os padres Lino Maia e Arsénio Isidoro.
O encontro à entrada da Casa do Verbo Divino entre os dois homens que encabeçam as listas a sufrágio, demonstrou o grande espírito de cordialidade com que ambos abordam este acto eleitoral, apesar de todas as movimentações registadas nas semanas anteriores ao acto de hoje.
A enorme expectativa em torno do acto eleitoral teve uma verdadeira correspondência na afluência às urnas, com um grande afluxo de representantes das IPSS às mesas de acreditação, logo a partir das 10h00, hora a que o Congresso Eleitoral teve início.
O acto eleitoral, propriamente dito, decorre até às 15 horas, estando a tomada de posse dos novos órgãos sociais agendada para as 17h00, na Casa do Verbo Divino.
São cerca de 2700 as associadas da CNIS, mas apenas perto de 2100 estão em condições estatutárias para exercer o direito de voto. Nas últimas eleições votaram cerca de 600 IPSS, sendo que estas devem, muito provavelmente, ultrapassar este número.

 

 

Data de introdução: 2012-02-04



















editorial

IDENTIDADE E AUTONOMIA DAS IPSS

As IPSS constituem corpos intermédios na organização social, integram a economia social e são autónomas e independentes do Estado por determinação constitucional.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Eleições Europeias são muito importantes
Nas últimas eleições para o Parlamento Europeu foi escandaloso o nível de abstenção. O mesmo tem vindo a acontecer nos passados atos eleitorais europeus

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Habitação duradoura – a resposta que falta aos sem abrigo
As pessoas em situação de sem-abrigo na Europa, em 2023 serão cerca de 900 mil, segundo a estimativa da FEANTSA (Federação Europeia das Associações...