REGIÃO CENTRO

Vai começar estudo inédito sobre a saúde da população

O estudo sobre a saúde da população da região Centro, que abrangerá entre 25 mil a 35 mil pessoas, começou dia 10 de Janeiro com uma reunião entre a ARS e a Faculdade de Medicina para formalizar o lançamento da fase logística do estudo. 

Assim, a partir de Fevereiro, e durante cerca de um mês, os médicos dos 109 centros de saúde da ARS do Centro vão realizar o inquérito a alguns dos seus doentes, escolhidos segundo critérios previamente definidos pelo grupo de trabalho que coordena o estudo, que inclui elementos da ARS, da Sub–região de Saúde, do Centro Regional de Saúde Pública e da Faculdade de Medicina de Coimbra. 

O estudo envolverá entre 25 mil a 35 mil pessoas, proporcionalmente representativas em termos de concelho, grupo etário e sexo, de uma população de cerca de 2,4 milhões de habitantes da região. 

É a primeira que se faz um estudo desta dimensão e cujos resultados terão grande qualidade, salienta Fernando Andrade, uma vez que os inquéritos são feitos pelo médicos que conhece o doente que está presente à sua frente. 

Os primeiros resultados deste inquérito serão conhecidos em finais de Março ou início de Abril e permitirão uma ideia mais precisa sobre a morbilidade e as patologias de toda a região, realça o presidente da ARS do Centro. 

Este estudo, que será acompanhado e validado pela Faculdade de Medicina de Coimbra, dará origem a uma carta da doença, da morbilidade, que hoje não existe e que passará a ser obrigatório, imprescindível, ter em atenção em todas as tomadas de decisão, salienta Fernando Andrade.

 

Data de introdução: 2005-01-30



















editorial

O COMPROMISSO DE COOPERAÇÃO: SAÚDE

De acordo com o previsto no Compromisso de Cooperação para o Setor Social e Solidário, o Ministério da Saúde “garante que os profissionais de saúde dos agrupamentos de centros de saúde asseguram a...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Imigração e desenvolvimento
As migrações não são um fenómeno novo na história global, assim como na do nosso país, desde os seus primórdios. Nem sequer se trata de uma realidade...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Portugal está sem Estratégia para a Integração da Comunidade Cigana
No mês de junho Portugal foi visitado por uma delegação da Comissão Europeia contra o Racismo e a Intolerância do Conselho da Europa, que se debruçou, sobre a...