MEDIDA APROVADA EM CONSELHO DE MINISTROS EXTRAORDINÁRIO

Aumento intercalar das pensões chega em julho

O aumento intercalar de 3,57% das pensões a partir de julho, aprovado em Conselho de Ministros, vai abranger todas as pensões incluindo as que começaram a ser pagas em 2022.
A garantia foi deixada pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social no final do Conselho de Ministros extraordinário e que visou adequar algumas medidas à revisão em alta de alguns indicadores macroeconómicos tal como prevê o Programa de Estabilidade (PE) 2023-2027 apresentado esta segunda-feira (dia 17).
"Estes 3,57% [do aumento intercalar] serão aplicados a todas as pensões em pagamento", afirmou Ana Mendes Godinho, detalhando que a medida abrange, assim, as pensões cujo valor vai até aos 12 Indexantes de Apoios Sociais (IAS) e que "abrangerá também as pessoas que se reformaram no ano passado".
Recorde-se que as regras determinam que as pensões não são abrangidas pela primeira atualização anual que se segue à sua atribuição.
Durante a conferência de imprensa, em que esteve o primeiro-ministro, tanto o chefe do Governo como a ministra do Trabalho precisaram que, com este aumento intercalar de 3,57%, as pensões até 2 IAS ficarão com um aumento (somado ao de janeiro) global de 8,40%, enquanto as de valor entre 2 e 6 IAS terão uma atualização global de 8,06% e as acima de 6 IAS de 7,46%.
 

 

Data de introdução: 2023-04-18



















editorial

IDENTIDADE E AUTONOMIA DAS IPSS

As IPSS constituem corpos intermédios na organização social, integram a economia social e são autónomas e independentes do Estado por determinação constitucional.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Eleições Europeias são muito importantes
Nas últimas eleições para o Parlamento Europeu foi escandaloso o nível de abstenção. O mesmo tem vindo a acontecer nos passados atos eleitorais europeus

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Habitação duradoura – a resposta que falta aos sem abrigo
As pessoas em situação de sem-abrigo na Europa, em 2023 serão cerca de 900 mil, segundo a estimativa da FEANTSA (Federação Europeia das Associações...