ENCONTRO LUSO-ESPANHOL BRAGANÇA-ZAMORA

Intercâmbios galvanizam laços de amizade

Desde há uns anos a esta parte, vem sendo realizado um encontro de idosos entre a Federación de Associaciones de Jubilados e Pensionistas de Zamora e os utentes da Santa Casa da Misericórdia de Bragança.
Desta feita, a Santa Casa recebeu os "hermanos" espanhóis com toda a deferência, como se de família se tratasse.
Mais uma vez, estas duas grandes instituições juntaram-se para um grande convívio num dia de Novembro, chuvoso por sinal.
Assim, pela manhã, os idosos de Zamora puderam visitar uma exposição com trabalhos realizados pelos idosos portugueses, desde pinturas a óleo e com a boca, a trabalhos de renda e com argila.
Os visitantes ficaram maravilhados com os trabalhos, elogiando-os bastante, tendo expressado palavras de encorajamento aos “artistas” portugueses para que continuem a sua bela obra. Tudo isto é também fruto do trabalho realizado por funcionários e de alunos a realizar estágios na instutuição, que a engrandecem e dignificam aos olhos da comunidade.

Depois do pequeno-almoço, foi tempo de culto na igreja da Sé, uma das mais antigas da cidade. Assim, todos puderam assistir à missa celebrada pelo capelão da instituição, onde foram ouvidas preces pelos que continuam a residir nos lares da terceira idade e também pelos idosos que já faleceram.
A visita guiada ao Teatro Municipal foi outra das actividades agendadas para este dia.
Foi com agrado e muita admiração que os idosos de Zamora puderam contemplar a grandiosidade e beleza deste ícone do desenvolvimento do Distrito de Bragança.
O almoço foi servido num dos restaurantes da cidade, tendo os amigos espanhóis elogiado a gastronomia sempre surpreendente do Nordeste Transmontano.

A parte da tarde foi preenchida com um espectáculo musical, que contou com o Grupo de Cavaquinhos da Escola do 1.° CEB Dr. Diogo Albino de Sá Vargas e com o Grupo de Cantares da Santa Casa da Misericórdia de Bragança, composta por utentes da instituição, com uma média de idades a rondar os 80 anos e também números de ginástica de manutenção preconizados por estes idosos.
Os zamoranos ainda tiveram tempo de confraternizar com os idosos do lar que não se podiam movimentar, no lanche que a Santa Casa ofereceu, assim como participar no animado "bailarico" que encerrou as actividades deste dia tão especial.

 

Data de introdução: 2006-12-07



















editorial

IMPORTÂNCIA ECONÓMICA E SOCIAL DAS IPSS

Para uma quantificação atualizada da importância social e económica das Instituições Particulares de Solidariedade Social em Portugal a CNIS assegurou o cofinanciamento do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE),...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A sustentabilidade da Segurança Social
Quando se tenta perspetivar o que pode acontecer no futuro aos sistemas de segurança social há variáveis que são mais fáceis de prever, mas também existem outras...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Só quando for um desígnio nacional será erradicada a pobreza
Nas últimas semanas, a pobreza em Portugal voltou a ser tema de abertura em todos os medias. Esta atenção especial deveu-se a informações preocupantes emanadas de fontes...