CRIA - ABRANTES

Dez Jovens Receberam Diplomas de Formação Profissional

Dez jovens receberam, no Centro de Recuperação Infantil de Abrantes, o diploma de conclusão de curso de Formação Profissional que lhes confere a certificação das suas aptidões profissionais para o ingresso no mercado de trabalho.

A cerimónia contou, para além dos formandos, respectivos familiares e técnicos, com as presenças da Direcção do CRIA, da Directora do Centro de Emprego de Abrantes e de representantes das empresas onde decorreram os estágios profissionais destes jovens, nomeadamente STI, IMT, BH Portuguesa, Manuel Pombo e Herdade de Cadouços.

Foram entregues dez diplomas, abrangendo formandos de seis cursos profissionais diferentes, nomeadamente três na área da serralharia, dois para jovens que se formaram em Carpintaria / Conservação e Restauro de Madeira, dois em Serviços Gerais, um na área de Agro-pecuária, outro para jardinagem e um diploma para a formação em Têxteis / Bordados.

A entrega dos diplomas significa que os formandos concluíram com aproveitamento três anos de aprendizagem que decorreu nas instalações do CRIA e mais um ano de estágio profissional em contexto de trabalho, realizado em empresas da região com as quais a Instituição estabeleceu protocolos.
Dos dez jovens que concluíram a formação, quatro têm já a garantia de contratos de trabalho nas empresas onde realizaram o estágio.
A partir do corrente mês de Janeiro novos jovens irão ingressar na Formação Profissional, totalizando 55 formandos, nos diferentes anos de aprendizagem e nos sete cursos actualmente existentes na Instituição: Conservação e Restauro de Madeiras, Serralharia, Têxteis / Costura, Serviços Gerais (confecção de doces e salgados), Pastelaria, Agro-Pecuária e Jardinagem.

A Formação Profissional decorre no âmbito de um Programa co-financiado pelo Fundo Social Europeu e pelo Estado Português, sendo o I.E.F.P. (Instituto de Emprego e Formação Profissional) a entidade gestora.
Os formandos, ao longo dos quatro anos de curso, recebem uma bolsa de formação, acrescida de subsídio de alimentação e de subsídio de transporte. Paralelamente à formação profissional, os jovens contam também com diversos apoios nas áreas de Psicologia, Serviço Social, Apoio Escolar e Educação Física.

 

Data de introdução: 2007-01-11



















editorial

IMPORTÂNCIA ECONÓMICA E SOCIAL DAS IPSS

Para uma quantificação atualizada da importância social e económica das Instituições Particulares de Solidariedade Social em Portugal a CNIS assegurou o cofinanciamento do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE),...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A sustentabilidade da Segurança Social
Quando se tenta perspetivar o que pode acontecer no futuro aos sistemas de segurança social há variáveis que são mais fáceis de prever, mas também existem outras...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Só quando for um desígnio nacional será erradicada a pobreza
Nas últimas semanas, a pobreza em Portugal voltou a ser tema de abertura em todos os medias. Esta atenção especial deveu-se a informações preocupantes emanadas de fontes...