FUNDAÇÃO ADFP, MIRANDA DO CORVO

Instituição vacina utentes e colaboradores contra a gripe e a pneumonia

Seguindo as orientações da Direção-Geral da Saúde, as centenas de residentes e colaboradores da Fundação ADFP estão a ser vacinados contra a gripe.

Cientes de que todos os anos morrem em Portugal milhares de pessoas com gripe e pneumonia, os responsáveis da Fundação decidiram associar à vacinação da gripe também a da pneumonia.
A Fundação com esta vacinação contra a pneumonia, associada a vacina da gripe, tem como objetivos aumentar a prevenção, procurando reduzir os riscos de mortes evitáveis num contexto de epidemia Covid-19.
Cada residente (ou família) paga a vacina contra a pneumonia de acordo com as regras do Serviço Nacional da Saúde. A instituição solicitou, previamente, autorização para a vacinação a cada residente, com respeito pela sua liberdade e capacidade de decisão.
A campanha destina-se a residentes maiores de 65 anos ou com risco aumentado devido a comorbidades e doenças crónicas.
A Fundação tem mais de 450 pessoas a residirem nas suas diversas estruturas.
Todas as residências da Fundação com pessoas idosas, deficientes ou doentes mentais, têm serviço de enfermagem permanente e consultas médicas, cuidados muito acima dos mínimos exigidos pelos regulamentos da Segurança Social.
Perante um universo tão diversificado de centenas de residentes, os dirigentes da instituição estão conscientes que a instituição enfrenta um elevado risco de contágio pela Covid-19, pelo que se justifica que tente reduzir os perigos com esta campanha de vacinação anti pneumonia e anti gripe.
O objetivo é garantir a máxima segurança possível aos residentes, prevenindo, dentro do possível, ocorrências que possam originar fatalidades.

 

Data de introdução: 2020-11-05



















editorial

O COMPROMISSO DE COOPERAÇÃO: SAÚDE

De acordo com o previsto no Compromisso de Cooperação para o Setor Social e Solidário, o Ministério da Saúde “garante que os profissionais de saúde dos agrupamentos de centros de saúde asseguram a...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Imigração e desenvolvimento
As migrações não são um fenómeno novo na história global, assim como na do nosso país, desde os seus primórdios. Nem sequer se trata de uma realidade...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Portugal está sem Estratégia para a Integração da Comunidade Cigana
No mês de junho Portugal foi visitado por uma delegação da Comissão Europeia contra o Racismo e a Intolerância do Conselho da Europa, que se debruçou, sobre a...