ANGRA DO HEROÍSMO

Misericórdia promove apoio mais completo

A Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo lança, a partir de Outubro, um novo programa de apoio domiciliário, dotado de novos serviços, anunciou o provedor da instituição. 

António Marcos explicou tratar-se de uma iniciativa que pretende colmatar as necessidades dos idosos, permitindo-lhes a resolução de dificuldades inerentes à idade. Acima de tudo, sublinha o responsável, o objectivo é manter o idoso na sua casa com acompanhamento especializado. 

“Este programa pretende criar condições de acompanhamento ao domicílio, evitando ou retardando o internamento em lares de idosos e em hospitais, diminuindo a dependência o máximo possível e estabelecer, de preferência, a independência, mantendo ou restaurando a autonomia do idoso”, explicou o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo. 

O novo serviço, além do apoio de técnicos especializados, prestará serviços de avaliação nutricional, fornecimento de refeições diárias, higiene individual e da habitação, serviços de enfermagem, apoio médico, serviços de fisioterapia, apoio social, animação e terapia ocupacional, apoio e acompanhamento psicológico, e resolução de tarefas de índole doméstica (pagamento de contas de água, luz e telefone, compras, pequenos arranjos ao nível da carpintaria, canalizações, entre outros).

PROCURA AUMENTA 

Para alcançar os seus objectivos, a Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo espera envolver as entidades oficiais, nomeadamente o Governo Regional, as Instituições de Solidariedade Social, as autarquias, as famílias, Casas do Povo, Centros de Saúde, além do voluntariado. 

Na origem desta iniciativa, explicou o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo, está a crescente procura do apoio à terceira idade, que se vem verificando nos Açores, nomeadamente no concelho de Angra do Heroísmo. 

António Marcos sublinhou que esta tendência pode ser invertida com o aparecimento de programas de apoio que vão mais além da simples entrega de refeições e higiene pessoal dos idosos. 

As equipas multidisciplinares serão a génese deste programa, que envolve psicólogos, educadoras sociais, enfermeiros, médicos, nutricionistas, padres, técnicos de fisioterapia e reabilitação, auxiliares, e voluntários. 

Actualmente, o lar de idosos da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo assiste 200 pessoas. O serviço de apoio ao domicílio presta assistência a 30 idosos, servindo mais de 150 refeições. 

17 de Setembro de 2004
Fonte: Diário Insular

 

Data de introdução: 2004-10-21



















editorial

Novos passos na Cooperação

Com a assunção por parte do Estado das comparticipações familiares das crianças do 1º e 2º escalão, já cerca de 50.000 crianças tinham Creche gratuita. Entretanto, a Lei nº 2/2022, de 3 de janeiro, determina...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

Trabalho digno
O governo apresentou no Parlamento um diploma que define um conjunto de novas regras para regular o mercado de trabalho e intitulou esse conjunto como a Agenda para o Trabalho Digno.

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

A Política Melhor (IV)
Continuando na senda das reflexões anteriores, conheçamos, agora, o que pensa o Papa Francisco, na sua Carta Encíclica Fratelli Tutti, sobre a importância da política...