ENSINO PARTICULAR E COOPERATIVO

Fórum promoveu intercâmbio pedagógico

Promovido pela AEEP - Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo, decorreu o IX Fórum do Ensino Particular e Cooperativo subordinado ao tema “Dinâmica Privada – Serviço Público de Qualidade”, do dia 4 de Abril até ao dia 6, no edifício da Alfândega do Porto.

O Secretário de Estado da Educação, Valter Lemos, presidiu à abertura do Fórum.
Esta iniciativa visou promover o debate e a partilha de ideias sobre questões de Educação e a divulgação de experiências de inovação, de mostra da diversidade de projectos e de sensibilização para a importância da autonomia e liberdade de opção.

Esta edição, que foi acompanhada pela CNIS, representada por Eleutério Alves e Goreti Moreira, incluiu um Programa de Conferências e Debates que contou com a participação do presidente da CNIS, ao lado dos doutores António Sarmento, António Calvete e Jorge Soares, no Painel “Dinâmicas Privadas de Educação”.
Simultaneamente decorriam oficinas pedagógicas compostas por 28 stands e onde a CNIS, sob a orientação de Claudina Caetano, teve uma presença muito digna, através de uma mostra das suas actividades e de algumas das suas associadas ligadas ao sector do ensino particular e cooperativo.

 

Data de introdução: 2008-05-09



















editorial

NO CINQUENTENÁRIO DO 25 DE ABRIL

(...) Saudar Abril é reconhecer que há caminho a percorrer e seguir em frente: Um primeiro contributo será o da valorização da política e de quanto o serviço público dignifica o exercício da política e o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Liberdade e Democracia
Dentro de breves dias celebraremos os 50 anos do 25 de Abril. Muitas serão as opiniões sobre a importância desta efeméride. Uns considerarão que nenhum benefício...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Novo governo: boas e más notícias para a economia social
O Governo que acaba de tomar posse tem a sua investidura garantida pela promessa do PS de não apresentar nem viabilizar qualquer moção de rejeição do seu programa.