IDOSOS

Faculdade de Psicologia de Coimbra cria consulta gratuita para vítimas de maus-tratos

Uma consulta gratuita destinada a idosos vítimas de maus-tratos ou negligência deverá começar a funcionar em Janeiro na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCEUC), foi revelado. Segundo a docente da FPCEUC Margarida Pedroso de Lima, a consulta de apoio psicológico deverá arrancar no próximo mês, logo que comecem a chegar
os primeiros pedidos para intervenção neste domínio.

"Vamos fazer formação com os vários parceiros, nomeadamente em centros de saúde e lares, de forma a detectar casos de abuso e encaminhá-los para a consulta", disse ainda a especialista em Psicogerontologia. A consulta a disponibilizar na FPCEUC integra-se num projecto de investigação e intervenção do Grupo de Estudos e Avaliação das Pessoas Idosas Vítimas
de Maus-Tratos (GEAVI), que prevê a abertura de valências idênticas na Universidade do Minho, em Braga, e em Vieira do Minho. "A abordagem terá de ser multidisciplinar e a intervenção terá de ser concertada com os parceiros", adiantou Margarida Pedroso de Lima.

A especialista na problemática do envelhecimento e maus-tratos salientou que "a intervenção tem de ser muito cuidada", dada a complexidade destas situações e as múltiplas variáveis envolvidas.

Segundo a psicóloga, coordenadora regional do projecto, o objectivo é "criar uma intervenção-padrão para acompanhar estas situações em termos de abuso", num projecto que é inovador em Portugal.

Os dados teóricos - adiantou - indicam que cerca de 10 por cento das pessoas idosas sofrem algum tipo de abuso, que pode ir da violência física à negligência, ao desrespeito ou à exploração financeira. "Muitas vezes, não se queixam, sofrem em silêncio", alertou.

A consulta destinada aos idosos vítimas de maus-tratos ou negligência pode ser pedida através do telefone 239851450, da Faculdade de Psicologia da Universidade de Coimbra.

De acordo com Margarida Pedroso de Lima, esta valência insere-se no âmbito do projecto "Memórias", que visa a criação, em 2009, de uma consulta de Psicogerontologia na FPCEUC.

Também pioneira, esta consulta destina-se a avaliar e despistar as doenças associadas à velhice e a prestar apoio em todas as questões associadas às pessoas idosas, explicou.

30.12.2008

 

Data de introdução: 2008-12-30



















editorial

IDENTIDADE E AUTONOMIA DAS IPSS

As IPSS constituem corpos intermédios na organização social, integram a economia social e são autónomas e independentes do Estado por determinação constitucional.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Eleições Europeias são muito importantes
Nas últimas eleições para o Parlamento Europeu foi escandaloso o nível de abstenção. O mesmo tem vindo a acontecer nos passados atos eleitorais europeus

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Habitação duradoura – a resposta que falta aos sem abrigo
As pessoas em situação de sem-abrigo na Europa, em 2023 serão cerca de 900 mil, segundo a estimativa da FEANTSA (Federação Europeia das Associações...