OPINIÃO

Profecia e Ousadia

Apesar de as temáticas ambientais estarem na moda (e bem), muitas outras temáticas devem merecer lugares muito mais próximos do TOP Mais…tais como, por exemplo, a desumanização da Sociedade, a Indiferença, a Solidão, enfim: uma imensidão de DESUMANIDADES!
E como se já não nos bastassem as crises do sistema financeiro e os terramotos que têm abalado as economias, a ponto de em cada dia termos de assistir à derrota do Homem pelos Sistemas, pelas Multinacionais de Interesses!

A comunidade nacional não esperará das suas IPSS respostas mais criativas, mais ousadas, mais denunciadoras de caminhos que certas Administrações do Estado lhes querem fazer percorrer, usando e abusando de uma Tutela que não têm, não ouvindo como deveriam ouvir os milhares de voluntários e profissionais que andam no terreno e sentem uma imensa desadequação de muitas políticas a realidades emergentes e exigentes que não se compadecem com medidas políticas tipo “pronto a vestir”?
Sabendo, como sabemos, que a execução do QREN tem uma execução de apenas 5.6%, e nada dizer nem fazer…não representará para a nossa MISSÃO SOLIDÁRIA uma interpelação a que deveríamos dar mais atenção?

Sabendo a imensa falta de respostas sociais inovadoras e em muito maior dimensão para a complexidade e extensão de pobrezas, solidões de tanta gente idosa abandonada à sua sorte e, ao sermos confrontados com as estatísticas oficiais que referem que apenas 11.5% de pessoas idosas são acolhidas em lares (e nós também sabemos o problema não se resolve só com a construção de mais lares), no ano de TODAS AS ELEIÇÕES, não esperarão os portugueses um pouco mais de ousadia das suas Instituições de Solidariedade?
Há uns anos, os militares, numa revolução iniciada à sombra da noite, plantaram e distribuíram cravos de liberdade!

E que tal, para substituir cravos que entretanto murcharam, termos nós a iniciativa de semear milhões de exemplares de uma planta chamada “dama da noite” que, apesar de apenas o fazer durante a noite, perfuma tudo à sua volta, dando um ar de paz e bem-estar a quem dela se aproximar?

 

Data de introdução: 2009-05-06



















editorial

IMPORTÂNCIA ECONÓMICA E SOCIAL DAS IPSS

Para uma quantificação atualizada da importância social e económica das Instituições Particulares de Solidariedade Social em Portugal a CNIS assegurou o cofinanciamento do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE),...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A sustentabilidade da Segurança Social
Quando se tenta perspetivar o que pode acontecer no futuro aos sistemas de segurança social há variáveis que são mais fáceis de prever, mas também existem outras...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Só quando for um desígnio nacional será erradicada a pobreza
Nas últimas semanas, a pobreza em Portugal voltou a ser tema de abertura em todos os medias. Esta atenção especial deveu-se a informações preocupantes emanadas de fontes...