PARTICIPAR(ES)

Projecto PARTICIPAR(ES) em avaliação

No dia 21 de Dezembro de 2010, nas instalações da AEP, realizou-se a sessão de encerramento do Projecto Participar(es), inserido no Programa Nacional do Ano Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social e promovido pela CNIS em parceira com AEP, ANDC, UCP/CRP e a UDIPSS-Porto e as 15 IPSS beneficiárias do Grande Porto e Tâmega. Esta sessão de Encerramento contou com a presença do Presidente-Adjunto da CNIS, Prof. Eugénio Fonseca, do Presidente do Conselho de Administração e Administrador da AEP, respectivamente, Engº António Barros, Dr. José Miranda, Dra. Palmira Macedo, Dr. Américo Mendes (UC/CRP), Dra. Maria da Saúde e Dr. Manuel Ribeiro, ambos da AEP, e ainda os beneficiários do RSI, Direcções das IPSS, e outros convidados, num total de 43 pessoas.

As primeiras palavras foram de felicitação dirigidas principalmente aos beneficiários do RSI presentes, que tiveram a capacidade e a superação de saltar barreiras, a coragem de serem construtores e não apenas utilizadores e de seguirem em frente, apesar de todas as adversidades. Mostraram que não se acomodaram e assumiram que o RSI é apenas um período transitório.

Fazia parte da ordem de trabalhos, a avaliação do Projecto, a assinatura do Protocolo de Cooperação no Âmbito de Intervenções de Qualificação das Organizações da Economia Social entre a AEP e a CNIS, e ainda a entrega de diplomas aos 12 beneficiários que frequentaram os Workshops.

O Projecto Participar(es) desenvolveu-se a dois níveis:
• Dos beneficiários do RSI (num total de 217);
• Das IPSS, fortalecendo e promovendo a sua continuação e nos próximos anos

O projecto atingiu os seus objectivos, pois tudo indica que foi eficaz (promoção do empreendedorismo dos beneficiários do RSI, com a concretização, para dois beneficiários, do seu negócio, e o bom encaminhamento para mais dois ), eficiente (revelou-se uma boa prática de cooperação institucional), que deve continuar (voltar às IPSS que participaram) e que ser alargada, a outras IPSS e Parceiros (pois teve um efeito de alavanca qualitativa).

Para o futuro, deixou os seguintes Produtos:

• Experimentação de uma metodologia de intervenção;
• Sensibilização das Equipas Técnicas das IPSS;
• Celebração de um Protocolo de Cooperação AEP-CNIS;
• Criação do seu negócio por parte dos beneficiários do RSI

 

Data de introdução: 2010-12-22



















editorial

IDENTIDADE E AUTONOMIA DAS IPSS

As IPSS constituem corpos intermédios na organização social, integram a economia social e são autónomas e independentes do Estado por determinação constitucional.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Eleições Europeias são muito importantes
Nas últimas eleições para o Parlamento Europeu foi escandaloso o nível de abstenção. O mesmo tem vindo a acontecer nos passados atos eleitorais europeus

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Habitação duradoura – a resposta que falta aos sem abrigo
As pessoas em situação de sem-abrigo na Europa, em 2023 serão cerca de 900 mil, segundo a estimativa da FEANTSA (Federação Europeia das Associações...